Beyoncé em sua apresentação no Grammy de 2017, em Los Angeles.

A moda sexy empodera ou coisifica?

A hipersexualização das tendências pode ser entendida como uma forma de libertação feminina ou como mais uma fórmula para a opressão das mulheres

A fama é não só um meio de alimentar o ego e a conta corrente. Este texto pode servir para manifestar insatisfação com o sistema estabelecido e criar tendência. Em uma sociedade hiperconectada que rende culto ao ego, não são poucas as estrelas, normalmente mulheres, que sofreram na carne a ditadura da beleza e, apesar de manter sua anatomia em níveis objetivamente saudáveis, foram criticadas por seu peso.

Jennifer Lawrence foi a última que saiu à arena, mas não a primeira. Antes dela, muitas outras celebrities denunciaram que uma sociedade tirânica taxou-as de “gordas” sem razão alguma. Diga-se de passagem que ninguém merece um insulto por causa do peso. Mas a questão se torna delirante quando uma atriz com manequim 36 nos parece redondinha. As mulheres que você verá em seguida são alguns dos exemplos mais absurdos.