Nahir Galarza chega à delegacia da mulher em Gualeguaychú, província de Entre Ríos, em 2 de janeiro de 2018.

Argentina que matou o namorado: “Queria que a terra me engolisse, mas aqui estou”

Um ano depois de assassinar o namorado Fernando Pastorizzo com dois tiros, a jovem de 20 anos fala da prisão argentina onde cumpre pena de prisão perpétua

Nahir Galarza, em foto de seu Instagram.

O feminismo se volta para a prisão da argentina que matou o namorado

A prisão perpétua de Nahir Galarza pelo assassinato de Fernando Pastorizzo evidencia a complexidade de um caso marcado pelo debate da violência de gênero na Argentina

Argentina
Nahir Galarza, detida em Gualeguaychú, província de Entre Ríos.

O vídeo que complica a situação da argentina que assassinou seu namorado

Imagens registram uma mulher se afastando da zona quando Fernando Pastorizzo ainda agonizava

Crime na Argentina
Nahir Galarza em uma foto das redes sociais

“Te amo para sempre, meu anjo”: a mensagem de uma jovem horas após assassinar o namorado

Nahir Galarza, de 19 anos, confessou ter usado a arma do pai, que é policial, para matar Pastorizzo