Michel Temer, presidente interino.

Falácia do poeta doméstico

O que Temer explicita, ao submeter a cultura à educação, é seu viés de poeta doméstico, que, ocupando ilegitimamente um lugar que não é seu, tenta calar as possíveis vozes dissidentes