Cúpula do Banco Mundial e do FMI
Jim Yong Kim

Chefe do Banco Mundial: “Ajudar os pobres é positivo, mas com condições”

Sul-coreano Jim Yong Kim alerta contra a tentação de cortar orçamentos educacionais ou previdência em momento de crise

Crise Econômica no Brasil

A desaceleração da China ameaça os empregos dos latino-americanos

Retração no país asiático e queda nos preços das matérias-primas farão a economia da América Latina estagnar este ano

Augusto de la Torre | economista-chefe do Banco Mundial
O economista chefe para a América Latina do Banco Mundial, Augusto da Torre, fala na apresentação do informe "Empregos, salários e a desaceleração na América Latina"

Banco Mundial: “Recessão no Brasil não se justifica. País sairá logo da crise”

Para o economista Augusto de la Torre, as incertezas políticas limitam retomada do crescimento. O país, diz ele, tem grande capacidade de reação e já está no caminho certo

Economia latino-americana
Participantes da reunião do FMI e do Banco Mundial em Lima (Peru).

FMI alerta sobre a dívida das empresas dos países emergentes

Países em desenvolvimento têm dívidas no valor de 11,6 trilhões de reais, agravadas pela crise financeira nos países desenvolvidos

Cúpula do FMI
Fila com produtos básicos em um supermercado de Caracas.

Desastre na Venezuela: inflação de 200% e queda do PIB de 10%

FMI acredita que os preços se multiplicarão por oito em apenas dois anos. Desemprego passará a 14% em 2015 e 18% em 2016

Cúpula do Banco Mundial e FMI
Dilma Rousseff, em Brasília.

FMI projeta queda de 3% do PIB do Brasil em 2015 e destaca crise política

Fundo dobra a projeção negativa feita em julho para a economia brasileira em 2015, com inflação e desemprego em alta

Cúpula do FMI
A diretora-gerente do FMI, Christine Lagarde, visita a cidade inca de Machu Picchu, antes da assembleia anual da entidade em Lima.

Desaceleração dos emergentes esfria o crescimento mundial

FMI prevê que PIB global avance apenas 3,1% em 2015. América Latina (-0,3%) é a região com a pior estimativa devido à queda dos preços das commodities e ao momento de recessão no Brasil

Relatório do Banco Mundial
Várias pessoas coletam água em Copperbelt, no norte da Zâmbia.

Número de pessoas em extrema pobreza cai para menos de 10%

Segundo as projeções do Banco Mundial, será muito difícil, no entanto, avançar em direção à meta de erradicar a miséria em 2030

Barbearia montada na varanda de uma casa no bairro do Vedado, em Havana.

Cuba avalia entrada no FMI

País precisa de capital para descentralizar a economia, garantir serviços sociais e modernizar suas infraestrutura pública

Crescimento econômico
Um grupo de jovens em Rio de Janeiro.

América Latina nunca teve tantos jovens, mas não aproveita impulso

Região precisa do impulso da juventude (108 milhões de pessoas entre 15 e 24 anos) para alcançar o crescimento econômico, mas violência, educação precária e pobreza limitam opções

JORGE FAMILIAR | VICE-PRESIDENTE DO BANCO MUNDIAL

“O que mudou na América Latina é a exigência social”

Dirigente do organismo internacional acredita que as reformas limitam o risco de crise

Termômetro econômico e social
Um campo de milho no Paraguai.

Indígenas do Paraguai recuperam seu “tekoha”, que é terra e vida

Um projeto de desenvolvimento rural sustentável ajuda a concessão de títulos de propriedade em mais de 6.000 hectares

Banco Mundial
Jim Yong Kim, presidente do Banco Mundial.

América Latina crescerá 0,4% e está à beira da recessão

Banco Mundial adia em um ano a retomada da expansão da região e reduz também em 4,4% o avanço de países em desenvolvimento

Economia latino-americana
Ampliação do canal do Panamá

América Latina busca sair da Grande Desaceleração

Encerrado o ‘boom’ das matérias-primas, as receitas para voltar a crescer com força passam por dinamizar economia doméstica

Jim Yong Kim, ao aterrissar em Oxapampa (Peru).

A última batalha do doutor Kim

O presidente do Banco Mundial transforma a educação no trunfo contra a desigualdade social na América Latina

Luta contra a miséria
Alto Alegre do Pindaré (Maranhão), onde 60% vivem na pobreza.

Brasil lidera a redução da pobreza extrema, segundo o Banco Mundial

Relatório da instituição aponta o número de brasileiros que vivem com até 7,5 reais por dia caiu de 10% para 4% entre 2001 e 2013

JIM YONG KIM | PRESIDENTE DO BANCO MUNDIAL
Jim Yong Kim, presidente do Banco Mundial, esta semana em Washington.

“O mundo sabe como vivem os ricos e por isso exigirá mais igualdade”

O presidente do Banco Mundial diz que a instituição está preocupada com o Brasil, mas enxerga um compromisso de proteger os avanços sociais dos últimos 20 anos

Banco asiático de investimento em Infraestruturas
O presidente Xi Jinping, nesta terça em Pequim.

China atrai Brasil e mais 44 países a banco nascido de costas para os EUA

O Governo de Pequim não esclareceu, por enquanto, se terá direito de veto na entidade

Editoriais

Um grande competidor

China atrai mais de trinta países ao Banco Asiático de Investimento, rival do Banco Mundial

Acceso à favela Morro dá Provicência, no Rio de Janeiro.

A luta contra a pobreza perde fôlego na América Latina

Cerca de 30% da população da região ainda vive em condições precárias. A era de ouro do crescimento econômico acabou

A diretora gerente do FMI, Christine Lagarde.

FMI reduz de 1,4% para 0,3% a previsão de expansão para o Brasil

Economia dos países latino-americanos em 2015 crescerá somente a metade que os países avançados. A redução da previsão se deve sobretudo à freada brusca do crescimento econômico brasileiro

Termômetro Econômico e Social da América Latina

O que vamos comer amanhã?

O mundo joga no lixo 1/3 da comida que produz. América Latina luta para permitir que os alimentos cheguem à mesa de quem mais precisa

Economia Latinoamericana
Instalações da petrolífera estatal da Venezuela.

Banco Mundial alerta para freada na economia da América Latina

Crescimento até 2017 deve ser de 2,6%. Força dos EUA e queda do preço do petróleo são insuficientes para impulsionar recuperação

Termômetro econômico e social de América
Agricultor em lavoura no Brasil.

Quantas vezes usamos as palavras mudança climática no dia a dia?

América Latina explora uso sustentável da água, agricultura inteligente, mercados de carbono e energias renováveis

O gelo ártico está cada vez mais fino.

Cinco motivos pelos quais Lima é a capital do planeta

Cúpula Climática deve lançar bases para próximo acordo contra o aquecimento global, em especial na região da América Latina

Bolsa de Valores de São Paulo.

Brasil ocupa 120° lugar no ranking dos melhores ambientes para negócios

País avança três posições no relatório anual Doing Business , do Banco Mundial, mas fica atrás de outras economias emergentes

MEDO DA LIBERDADE

Más notícias do império

A paralisia dos Governos contrasta com a ebulição social, que se tornou universal