Os promotores peruanos começaram na terça-feira o interrogatório do ex-diretor da Odebrecht Jorge Barata

Ex-diretor da Odebrecht no Peru confirma pagamentos às campanhas de quatro ex-presidentes

Segundo Jorge Barata, foram beneficiados García, Humala, Toledo, Kuczynski e a líder da oposição Keiko Fujimori

O presidente peruano, Martín Vizcarra, em pronunciamento à nação no início de abril.

Presidente do Peru questiona o uso generalizado da prisão preventiva por Lava Jato

Martín Vizcarra pede que a Justiça reflita sobre essa medida depois do suicídio de Alan García e da ordem de prisão contra Pedro Pablo Kuczynski

Rafael Vela, em imagem de arquivo.

Rafael Vela: “Não enfrentamos apenas o poder do dinheiro, mas também a classe política peruana”

Procurador Rafael Vela conta como avançou nas investigações após acordo com Marcelo Odebrecht

Caso Odebrecht
O lado externo dos escritórios do partido Aliança Popular Revolucionária Americana.

Alan García defendeu sua inocência por carta antes de se suicidar: “Não houve contas nem subornos”

Multidão se despede do presidente peruano encurralado pela corrupção. Antes de morrer, qualificou sua morte de “demonstração de desprezo” em relação a seus adversários

Coluna

Alan García

Acompanhei de perto o protagonismo que teve nos últimos 30 anos da vida pública do Peru. Era mais inteligente que a média dos que se dedicam a fazer política. Mas teria sido ele um político honesto?

Seguidores de Alan García, à espera dos restos mortais do ex-presidente.

Suicídio de Alan García abre debate sobre a luta anticorrupção no Peru

Lideranças apristas, partido do ex-presidente, e fujimoristas criticam as prisões preventivas e veem um excesso na atuação da justiça

Caso Odebrecht
Alan García inicia seu segundo mandato em 2006.

Ascensão e queda de Alan García, da perseguição na era Fujimori ao suicídio no caso Odebrecht

Suspeitas de corrupção cercavam há anos o ex-presidente cuja carreira política retrata a história recente do Peru

Alan García, em Buenos Aires em 2010.

Alan García, ex-presidente do Peru, morre após atirar contra si mesmo ao ser preso por caso Odebrecht

O ex-presidente peruano era investigado pela suposta trama de subornos da construtora brasileira em desdobramento internacional da Lava Jato

O ex-presidente Alan García.

‘Caso Odebrecht’ encurrala quatro ex-presidentes peruanos

O ex-presidente Alan García morreu após atirar em si mesmo ao ser preso pela Lava Jato peruana, na manhã desta quarta-feira, outros dois ex-governantes estão presos e um quarto, foragido

Protesto diante do Ministério Público em Lima.

Procurador geral do Peru destitui os dois principais investigadores da Lava Jato

Pedro Chávarry retirou Rafael Vela e José Domingo Pérez, que investigavam quatro ex-presidentes e a líder oposicionista Keiko Fujimori

PEDRA DE TOQUE

Juízes e presidentes

Os magistrados peruanos que se atreveram a atacar a corrupção na pessoa dos últimos quatro chefes de Estado estão tentando transformar a realidade do Peru em uma democracia de verdade e sem ladrões

Caso Odebrecht
Sede da construtora Odebrecht em Lima (Peru) em fevereiro de 2016.

Odebrecht pagou 15 milhões de dólares em subornos no Peru via banco em Andorra

Relatório confidencial da polícia analisa o rastro dos milhões de dólares pagos a funcionários do Governo

Sede da Petroperú em Lima (Peru), em julho de 2016.

Documentos revelam novo nome na folha de pagamento de propinas da Odebrecht na Europa

Ex-executivo da estatal peruana de petróleo, Atala Herrera, ocultou 900.000 dólares no principado de Andorra

Entidades civis fazem passeata em Lima para condenar os casos de corrupção.

Detido um funcionário de Alan García pelo caso Odebrecht no Peru

Um vice-ministro envolvido escapa de uma ordem de captura por se encontrar no exterior

O ex-presidente de Peru Alan García, em 2006.

Corrupção da Odebrecht envolve três Governos peruanos

Construtora reconhece o pagamento de 29 milhões de dólares em subornos a funcionários do Governo peruano entre 2005 e 2014

O presidente do Peru, Ollanta Humala.

A economia peruana pisa no freio

O Governo de Ollanta Humala enfrenta um desafio econômico enquanto se encontra em seu nível mais baixo de aprovação

Humala e o primeiro-ministro peruano Rene Cornejo.

A oposição pressiona Humala para que se distancie da Venezuela

A suposta simpatia que o presidente peruano tem pelo chavismo é um flanco que a oposição não abre mão de explorar