Por que Bolsonaro tem problemas com furos

Para compreender a brutal misoginia do antipresidente é necessário falar de Cassia e de Dilma

Objetivo, agora, deve ser frear velocidade de contágio do coronavírus

Objetivo atual não é mais prevenir infecções, e sim que se infectem rápido demais

Reforma constitucional de Putin concentra poder e privilegia “família tradicional”

Novo texto tem caráter conservador, privilegia a família tradicional e cita “fé em Deus” como um suposto legado dos antepassados

A necropolítica das epidemias

Enquanto o vírus corona aciona o pânico coletivo dos regimes autoritários, o vírus zika abandona as mulheres mais vulneráveis ao abuso de governos patriarcais que perseguem a reprodução

Os Big Data do coronavírus

Como a tecnologia, o direito e a China nos ajudam a entender e enfrentar uma pandemia

Violência contra a mulher: silêncios oprimem e matam

Um país que prioriza o fim da violência contra a mulher não silencia nem promove cortes sucessivos de recursos para políticas de proteção

A verdade da mulher é que está arrancando o poder dos homens

Vivemos, de fato, em um mundo em que o poder masculino passou de se divertir com a suposta fraqueza das mulheres, para difamá-las e até matá-las

Mulheres contra o furacão antidemocrático

Por que será que estamos sempre recomeçando? Por que precisamos reconquistar direitos já conquistados?

Meu corpo, um continente

Ele rodopia, crispa, abre as asas e levanta os olhos, mas é terra contígua acorrentada de desesperos feminis-civis-infantis-quadris

Bolsonaro e o Congresso, reinvenção ou morte do presidencialismo de coalizão?

Rodrigo Maia não parece vocacionado a articular um golpe parlamentar. Mas, como diz o chavão, na política não há vazio de poder

A tragédia das chuvas se repete. Quando vamos mudar?

A cada ano, novas histórias são destruídas, sonhos inéditos são interrompidos, outras famílias passam a chorar a perda de seus queridos. Não é fatalidade

Três hipóteses alarmantes sobre as manifestações de 15 de março

As guerras e tragédias da humanidade e dos povos começaram muitas vezes com um único tiro e com a centelha de um erro de cálculo

Establishment político nos EUA tende a subestimar as chances de Sanders

Trump seria favorito em confronto contra Sanders, mas o presidente é mais vulnerável do que parece

O vírus do Ipiranga na rota Belém-Brasília

Ou como a máquina federal de Bolsonaro, puxada pelo ex-juiz Moro, vai à selva sufocar jovens do punk

Quer para já uma vacina contra o coronavírus?

Estamos vivendo uma era de ouro para os charlatães que, ajudados pela Internet, dizem às sociedades confusas e ansiosas o que elas querem ouvir

Hora de convergir

O voto não é um cheque em branco e acima de qualquer mandatário está a Constituição

Por que choram os brasileiros

Uma conversa com os policiais militares do Ceará

Trump e Modi praticam diplomacia gratificante para os populistas

Por trás do folclore e da adulação estão os movimentos tectônicos da geopolítica que aproximam Washington de Nova Déli e os distanciam de Islamabad

Para a esquerda, morrer é só o começo

Em uma época em que até Armínio Fraga se diz de esquerda, o melhor a fazer é dizer que ela morreu, para poder salvá-la

Por que interessa a Bolsonaro e a sua família que o Brasil continue dividido e crispado?

O presidente da República, desde jovem militar, foi sempre um homem de briga, e não de paz. E continua sendo

O golpe de Bolsonaro está em curso

Já está acontecendo: a hora de lutar pela democracia é agora

Por um novo sistema global de impostos para o século XXI

Elaborar uma nova fiscalidade digital permitiria uma tributação justa, estável e adaptada aos novos modelos da economia

Governador petista do Ceará é visto pelos setores ideológicos da PM como um inimigo a ser combatido

Mais do que uma situação episódica, o que ocorre no Estado aponta para uma falência da própria concepção de uma polícia militarizada

Carnaval no fim do mês? Sem pânico: dá para se divertir e economizar

Nath Finanças dá dicas para curtir sem gastar muito na folia. Vale tudo para economizar dinheiro, até fazer o próprio gelo

Por que o miliciano Adriano da Nóbrega pode ser mais perigoso morto do que vivo?

É possível que agora, depois de sua morte, acabemos conhecendo mais mistérios das estranhas relações de Adriano, chefe das milícias, com os políticos que o condecoraram em vida

Diga-me o que te preocupa e te direi quem és

A ira destrutiva dos partidos populistas de direita encobre as questões sociais determinantes do nosso tempo e se desvia de qualquer problema urgente que exija um pensamento construtivo