Trump e Bolsonaro: semelhanças alarmantes frente à pandemia

Quando um país precisa se unir em prol de um objetivo comum, táticas como fomentar divisões na sociedade e buscar inimigos externos, sem políticas públicas efetivas, não funcionam

Os presidentes Jair Bolsonaro e Donald Trump se cumprimentam durante entrevista coletiva no jardim da Casa Branca, em março.
Os presidentes Jair Bolsonaro e Donald Trump se cumprimentam durante entrevista coletiva no jardim da Casa Branca, em março.Kevin Lamarque / Reuters

Em outubro de 2018, pouco antes das eleições presidenciais no Brasil, publiquei um artigo que apontava semelhanças alarmantes entre os fenômenos do trumpismo e do bolsonarismo. Nos dois casos, por exemplo, chamava atenção a utilização de táticas para alimentar preconceitos e divisões internas na sociedade como estratégia político-eleitoral....

Mais informações