Ao Vivo

Notícias sobre a covid-19 | Brasil beira as 550.000 mortes pelo coronavírus

Colômbia registra o menor número de mortes desde abril. Milhares vão às ruas na França e na Itália contra novas medidas de restrição e ‘certificado’ de vacina. Espanha ultrapassa 50% da população completamente vacinada, mas Portugal e Turquia registram aumento de casos e mortes. Siga ao vivo

Mulher grávida é imunizada em Medellín, na Colômbia.
Mulher grávida é imunizada em Medellín, na Colômbia.JOAQUIN SARMIENTO / AFP
São Paulo / Brasília - 25 jul 2021 - 21:27 UTC

Aviso aos leitores: o EL PAÍS mantém abertas as informações essenciais sobre o coronavírus durante a crise. Se você quer apoiar nosso jornalismo, clique aqui para assinar. Para receber gratuitamente nossa newsletter de segunda à sábado ―com reportagens, análises, entrevistas exclusivas e as informações mais importantes do dia no seu e-mail―, inscreva-se aqui.

O Brasil registrou neste domingo mais 476 mortes causadas pelo novo coronavírus, mostram os dados do Ministério da Saúde. O número mais baixo é explicado pela falta de informações do Ceará, que ficaram indisponíveis por problemas técnicos. Assim, o país totaliza 549.924 óbitos na pandemia. Na América do Sul, a Colômbia detectou 350 mortes em 24 horas, o menor número do país desde abril, quando começou a terceira onda. Já na Europa, a Espanha anunciou que passou de 54% da população vacinada, superando Reino Unido e Estados Unidos, mas Portugal e Turquia registraram aumentos expressivos de casos e mortes. Milhares de pessoas foram às ruas neste fim de semana contra novas restrições impostas pelos países para conter o avanço da variante delta do coronavírus, que é 60% mais contagiosa. As principais manifestações ocorreram na França e na Itália, cujos dirigentes decidiram penalizar as pessoas que não se vacinam, impedindo-as de acessar bares, restaurantes, cinemas ou teatros.

Siga ao vivo as notícias mais importantes do dia:


Arquivado Em:

Mais informações

Pode te interessar

O mais visto em ...

Top 50