Ao Vivo

Notícias sobre a covid-19 | Anvisa orienta suspensão imediata do uso da vacina da AstraZeneca em gestantes

Brasil contou 889 mortes e 25.200 novos casos nesta segunda. Estados Unidos autorizam vacina da Pfizer para jovens de 12 a 15 anos. OMS apresenta nesta terça relatório sobre a variante indiana. Siga as últimas notícias

Monges esperam para passar por exame de covid-19 após morte de colega pela doença no tempo Wat Huai Khwang, em Bancoc, na Tailândia, nesta segunda-feira.
Monges esperam para passar por exame de covid-19 após morte de colega pela doença no tempo Wat Huai Khwang, em Bancoc, na Tailândia, nesta segunda-feira.RUNGROJ YONGRIT / EFE
São Paulo / Brasília - 11 mai 2021 - 03:03 UTC

Aviso aos leitores: o EL PAÍS mantém abertas as informações essenciais sobre o coronavírus durante a crise. Se você quer apoiar nosso jornalismo, clique aqui para assinar. Para receber gratuitamente nossa newsletter de segunda à sábado ―com reportagens, análises, entrevistas exclusivas e as informações mais importantes do dia no seu e-mail―, inscreva-se aqui.

Mais informações

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomenda a suspensão imediata do uso da vacina da AstraZeneca em gestantes sem orientação médica. A bula do imunizante não inclui este público, mas o Plano Nacional de imunizações (PNI) havia orientado a vacinação de mulheres grávidas com comorbidades. Agora, o Ministério da Saúde reavalia a orientação. Nesta segunda, o Brasil registrou mais 889 mortes pelo novo coronavírus, além de 25.200 casos. São agora, no total, 423.229 óbitos e 15.209.990 infecções. Nos Estados Unidos, o FDA autorizou que jovens com idade entre 12 e 15 tomem a vacina contra a covid-19 da Pfizer. O governador de Nova York anunciou que exigirá o comprovante de vacinação de universitários que irão ter aulas presenciais e também colocará pontos de imunização em estações de metrô, uma forma de estimular a campanha de vacinação. A Organização Mundial da Saúde (OMS) apresenta nesta terça-feira um relatório sobre a variante indiana do novo coronavírus. “Há informações que sugerem uma capacidade maior para contágio”, diz a epidemiologista Maria Van Kerkhove, dos programas de emergência da OMS. O diretor da OMS, Tedros Adhanom, defendeu que a única opção para o mundo vencer a pandemia é com cooperação e solidariedade global.

Acompanhe as notícias mais importantes do dia:


Arquivado Em:

Mais informações

Pode te interessar

O mais visto em ...

Top 50