A pandemia do coronavírus

AO VIVO | Notícias sobre o coronavírus e a crise política no Brasil

Espanha manda fechar bares e casas noturnas após crescimento de casos. Planos de saúde terão de cobrir exames para detecção do novo coronavírus a partir desta sexta-feira. Morre Darío Vivas, governante de Caracas, em decorrência da covid-19. Ministro do STJ manda Fabrício Queiroz, pivô do escândalo dos Bolsonaro que estava em prisão domiciliar devido à pandemia, de volta para a cadeia

Pessoas fumando em um café na Galícia nesta quinta-feira. Nesta sexta, o Governo espanhol anunciou a proibição de que fumar na rua, caso não seja possível manter uma distância de dois metros das demais pessoas.
Pessoas fumando em um café na Galícia nesta quinta-feira. Nesta sexta, o Governo espanhol anunciou a proibição de que fumar na rua, caso não seja possível manter uma distância de dois metros das demais pessoas.Carlos Castro/Europa Press / Europa Press
São Paulo / Brasília - 14 ago 2020 - 18:36 UTC

Mais informações

O aumento de casos do novo coronavírus em pleno verão europeu fez com que a Espanha anunciasse nesta sexta-feira a decisão de mandar fechar bares e casas noturnas em todo o país. O temor de que uma segunda onda avance pela Europa, após o registro de surtos da covid-19 em países como a Alemanha, França e Itália, motivou o anúncio de outras novas restrições sociais para tentar conter a pandemia na Espanha, que registrava 28.605 mortes até esta sexta-feira. Já o Brasil registrou 60.091 novos casos e mais 1.262 mortes pela covid-19 nesta quinta-feira (13). Com isso, soma um total de 3.224.876 infecções e 105.463 mortes pela covid-19.

Veja os destaques da cobertura desta sexta-feira:

  • Espanha manda fechar bares e casas noturnas após crescimento de casos.
  • Planos de saúde terão de cobrir exames para detecção do novo coronavírus a partir desta sexta-feira.
  • Morre Darío Vivas, governante de Caracas, em decorrência da covid-19.
  • Ministro do STJ manda Fabrício Queiroz, pivô do escândalo dos Bolsonaro que estava em prisão domiciliar devido à pandemia, de volta para a cadeia.
  • Brasil supera 105.000 mortes por covid-19 e soma 3.224.876 infecções.
  • Sob ceticismo, Rússia aprova vacina contra o coronavírus.

Acompanhe a cobertura ao vivo, em tempo real:


Mais informações