Pandemia de coronavírus

São Paulo adia o carnaval 2021 devido ao coronavírus, mas festa ainda não tem data para ocorrer

Prefeito Bruno Covas anunciou o adiamento para maio ou julho. GP de Fórmula 1, que ocorreria em novembro, Marcha para Jesus, Parada LGBT e réveillon na avenida Paulista foram cancelados

Bloco desfila pelas ruas de São Paulo no carnaval deste ano.
Bloco desfila pelas ruas de São Paulo no carnaval deste ano.GUTO MARCONDES / SMPR

Os maiores eventos realizados na cidade de São Paulo foram cancelados ou adiados devido à pandemia do novo coronavírus. O prefeito da capital paulista, Bruno Covas (PSDB), anunciou nesta sexta-feira que, após o cancelamento da Marcha para Jesus, da Parada LGBTQI+ e do réveillon na avenida Paulista, o carnaval 2021 que vem será adiado. Ainda não há uma data confirmada, mas os dias de folia devem ocorrer em maio ou em julho. O mês de junho foi descartado porque é quando ocorrem as festas de São João em diversas cidades do Nordeste, de acordo com o prefeito. Covas afirmou que o calendário está sendo pensado juntamente com outras Prefeituras.

No início do ano, pouco antes da confirmação do primeiro caso de covid-19 no Brasil, os blocos de rua arrastaram uma multidão de mais de 15 milhões de pessoas ao longo das três semanas em que o carnaval ocorreu na cidade de São Paulo. A possibilidade de um cancelamento ou adiamento da festa tem sido ventilada há semanas, devido à aglomeração de pessoas e ao alto potencial de contágio do vírus.

Tanto as escolas de samba, quanto os blocos carnavalescos entenderam a inviabilidade da organização do carnaval para fevereiro do ano que vem”, afirmou Bruno Covas. Até esta sexta-feira, 24 de julho, a cidade de São Paulo tinha 202.571 casos confirmados da covid-19 e 9.256 óbitos notificados.

Também nesta sexta-feira, a Fórmula 1 também anunciou o cancelamento de todas as provas previstas para as Américas deste ano, incluindo o Grande Prêmio do Brasil, que ocorreria em novembro também em São Paulo. O Estado apresenta hoje 463.28 casos confirmados do coronavírus e 21.206 óbitos notificados em decorrência da doença.

Agora, a expectativa é pela confirmação do cancelamento de outro grande evento paulista, que está em xeque: a Corrida de São Silvestre, que ocorre tradicionalmente há 95 anos todo dia 31 de dezembro na capital paulista. De acordo com Covas, os organizadores da corrida devem apresentar um posicionamento até agosto.

Informações sobre o coronavírus:

- Clique para seguir a cobertura em tempo real, minuto a minuto, da crise da Covid-19;

- O mapa do coronavírus no Brasil e no mundo: assim crescem os casos dia a dia, país por país;

- O que fazer para se proteger? Perguntas e respostas sobre o coronavírus;

- Guia para viver com uma pessoa infectada pelo coronavírus;

- Clique para assinar a newsletter e seguir a cobertura diária.

Mais informações