A crise do coronavírus

AO VIVO | A últimas notícias sobre o coronavírus e a crise política no Brasil

Brasil mantém velocidade de expansão da pandemia e soma quase 40.000 novos casos no sábado. Mortos por covid-19 são 71.469. França realizará testes virológicos em viajantes procedentes de áreas de risco. Ex-foragida, mulher de Queiroz retorna para casa após ministro autorizar prisão domiciliar

Medidas de distanciamento social adotadas para as eleições do Parlamento da Galícia, na Espanha, neste domingo.
Medidas de distanciamento social adotadas para as eleições do Parlamento da Galícia, na Espanha, neste domingo.OSCAR CORRAL / EL PAÍS
São Paulo / Brasília - 12 jul 2020 - 13:14 UTC


O novo coronavírus (covid-19) já infectou 12.740.971 e matou mais de meio milhão de pessoas em todo o planeta desde o início do surto, em janeiro, de acordo com balanço da Universidade John Hopkins (EUA), que atualiza os dados em tempo real. O Brasil, um dos países mais atingidos pela pandemia, ultrapassou a marca de 70.000 óbitos e mantém velocidade de expansão da epidemia. Neste sábado somou quase 40.000 novos casos, chegando a 1,83 milhão de infectados. A França prevê realizar sistematicamente testes virológicos para detectar a covid-19 em seus aeroportos para viajantes de países de risco. Enquanto isso, na Espanha, Galícia e País Basco realizam as primeiras eleições regionais após a declaração da pandemia do coronavírus, que ainda está ativa com mais de uma centena de surtos em todo o país. E em meio à crise política no Brasil, a ex-foragida mulher de Queiroz retorna para casa após ministro autorizar prisão domiciliar.

Veja os destaques da cobertura deste domingo:

  • França realizará testes virológicos em viajantes procedentes de áreas de risco.
  • Galícia e País Basco realizam as primeiras eleições regionais pós-declaração de pandemia.
  • Mundo ultrapassa de 12,7 milhões de infectados pelo novo coronavírus.
  • Brasil acumula 71.469 mortes por covid-19 e 1,83 milhão de pessoas infectadas.
  • Ex-foragida, mulher de Queiroz retorna para casa após ministro autorizar prisão domiciliar.
  • Movimentos lançam painel com informações sobre a covid-19 nas favelas do Rio.

Acompanhe as principais notícias sobre o coronavírus e a crise política:


Mais informações