A crise do coronavírus

AO VIVO | Últimas notícias sobre o coronavírus e a crise política

Brasil soma 64.265 mortes e 1,57 milhão de casos de coronavírus. Anvisa autoriza testes no Brasil de vacina chinesa contra a covid-19. SP tem quase 16.000 mortes, e capital regulamenta reabertura de restaurantes e salões. Infectados por coronavírus ultrapassam 11 milhões no mundo. Governo da Catalunha impõe quarentena a 200.000 pessoas.

Um grupo de pessoas em um bar no Rio de Janeiro, nesta sexta-feira à noite, um dia após a reabertura autorizada de bares e restaurantes na cidade.
Um grupo de pessoas em um bar no Rio de Janeiro, nesta sexta-feira à noite, um dia após a reabertura autorizada de bares e restaurantes na cidade.PILAR OLIVARES / Reuters
São Paulo / Brasília - 04 jul 2020 - 22:38 UTC

Mais de 11 milhões de pessoas foram infectadas pelo novo coronavírus no mundo desde o registro do primeiro caso, há sete meses. A covid-19, doença respiratória causada pelo vírus, já matou mais de 525.000 pessoas no mundo, sendo que o Brasil responde por 64.265 óbitos no mundo, segundo o último balanço do Ministério da Saúde. Embora o país ainda não veja a queda na curva de casos e mortes, os dois Estados mais afetados ―São Paulo e Rio de Janeiro― autorizaram a reabertura de setores da economia não considerados essenciais na crise sanitária.

Veja os destaques da cobertura deste sábado:

  • Brasil soma 64.265 mortes e 1,57 milhão de casos de coronavírus
  • Bolsonaro almoça com embaixador para celebrar o Dia da Independência dos EUA.
  • Anvisa autoriza testes no Brasil de vacina chinesa contra a covid-19.
  • Estado de SP tem quase 16.000 mortes pelo coronavírus.
  • Prefeitura detalha regras para reabertura de bares e salões em SP.
  • Infectados por coronavírus ultrapassam 11 milhões no mundo.
  • Governo da Catalunha impõe quarentena a 200.000 pessoas.


Acompanhe as principais notícias sobre o coronavírus e a crise política:


Mais informações