Pandemia de coronavírus

Evolução dos casos de coronavírus em São Paulo

Os dados mais recentes de infecções e mortes pela covid-19 no Estado e na capital, o epicentro da pandemia

Comércio fechado na cidade de São Paulo depois do início da pandemia.
Comércio fechado na cidade de São Paulo depois do início da pandemia.CAMILA SVENSON

São Paulo foi a cidade que registrou o primeiro caso oficial do novo coronavírus no Brasil, no dia 26 de fevereiro. Consequentemente foi na capital paulista também que ocorreu a primeira notificação de óbito em decorrência da covid-19, em 16 de março — mas recentemente o Ministério da Saúde confirmou um caso mais antigo, de 12 de março. Desde então, o Estado, epicentro da pandemia no Brasil, nunca saiu da primeira posição no ranking dos casos e óbitos acumulados no país.

No dia 24 de março, todo o Estado entrou em quarentena decretada pelo governador João Doria (PSDB). As medidas estabelecidas fecharam escolas, igrejas, lojas, shoppings, restaurantes e bares, que passaram a funcionar somente no esquema de entrega. Setores como o da construção civil, farmácias e supermercados, dentre outros, entraram na classificação de essenciais e permaneceram funcionando normalmente.


Mas pressionado especialmente por empresários, Doria anunciou um plano da retomada da economia no final de abril, sem que os número de casos e óbitos começassem a cair. Pelo contrário: São Paulo viu os números crescerem em uma escalada, ao mesmo tempo em que o isolamento social atingia percentuais cada vez mais longe dos desejáveis - e nunca alcançados - 70%. As periferias da capital foram as regiões que mais sofreram e onde os números de doentes e mortos disparou ainda mais em relação aos bairros centrais.

O Governo Doria então decidiu esperar para abrir o comércio. Mas, um mês depois, no final de maio, apresentou novamente um projeto de retomada, que, desta vez, foi colocado em prática, contrariando os números e especialistas. Hoje, o Estado se divide em subregiões, cada uma em diferentes etapas do plano. Muitas já avançaram e, ao registrar aumento no número de casos e óbitos, tiveram que retroceder.


Informações sobre o coronavírus:

- Clique para seguir a cobertura em tempo real, minuto a minuto, da crise da Covid-19;

- O mapa do coronavírus no Brasil e no mundo: assim crescem os casos dia a dia, país por país;

- O que fazer para se proteger? Perguntas e respostas sobre o coronavírus;

- Guia para viver com uma pessoa infectada pelo coronavírus;

- Clique para assinar a newsletter e seguir a cobertura diária.

Mais informações