Pandemia de Coronavírus

AO VIVO | Últimas notícias sobre o coronavírus e a crise política no Brasil e no mundo

OMS se desculpa por confusão em torno dos tratamentos com hidroxicloroquina. Bolsonaro pede que polícia aja em protestos e chama ativistas de “maconheiros”. MP e Defensoria Pública cobram do Rio estudo sobre o fim da quarentena. União Europeia quer abrir fronteiras de países a partir de 1º de julho. As últimas notícias da pandemia e seus desdobramentos, ao vivo

O presidente Jair Bolsonaro participa de inauguração de hospital de campanha em Águas Lindas, em Goiás, nesta sexta. Ao chegar, ele não usou máscara e pegou a mão de apoiadores.
O presidente Jair Bolsonaro participa de inauguração de hospital de campanha em Águas Lindas, em Goiás, nesta sexta. Ao chegar, ele não usou máscara e pegou a mão de apoiadores.ADRIANO MACHADO / Reuters
São Paulo , Brasília , Madri - 05 jun 2020 - 20:00 UTC

O Brasil ultrapassou a Itália em número de mortes pela covid-19 e é hoje o terceiro país com mais vítimas no mundo, atrás somente dos Estados Unidos e do Reino Unido. Com atraso novamente, o Ministério de Saúde informou no final da noite de quinta-feira que houve novo recorde de registro de óbitos pelo novo coronavírus: foram 1.473 mortes e 30.935 casos notificados em 24 horas. Mais de 34.000 pessoas já morreram oficialmente por causa da covid-19 no país. Estimulado pelo Governo Bolsonaro, vários Estados flexibilizam as medidas de isolamento social e veem subir a curva de contaminação. No Rio de Janeiro, que planeja iniciar a reabertura gradual a partir desta sexta-feira, Ministério Público e Defensoria questionam os planos do Governo do Estado.

Veja os destaques da cobertura desta sexta-feira:

  • OMS se desculpa por confusão em torno dos tratamentos com hidroxicloroquina.
  • Morre Carlos Lessa, ex-presidente do BNDES; ele estava internado com covid-19.
  • Aulas em SP voltarão aos poucos, mas ainda não há data para retorno.
  • Bolsonaro pede que polícia aja em protestos e chama ativistas de “maconheiros”.
  • Deputados causam tumulto ao fiscalizar hospital de campanha em SP.
  • MP e Defensoria Pública cobram do Rio estudo sobre o fim da quarentena
  • Bruxelas aposta em uma Europa de fronteiras abertas a partir de 1º de julho.
  • Covid-19 no Brasil: 34.021 mortes confirmadas e 614.941 pessoas infectadas, sendo 254.963 recuperados e 325.957 em acompanhamento.

Acompanhe as principais notícias sobre o coronavírus e a crise política:


Mais informações