Pandemia de Coronavírus

AO VIVO | Últimas notícias sobre o coronavírus e a crise no Brasil

PIB do Brasil cai 1,5% no primeiro trimestre e mostra primeiros efeitos da pandemia. Economia da França encolhe no ritmo mais forte em 50 anos. Conselho de Ministros da Espanha aprova renda mínima. Mundo ultrapassa de 5,8 milhões de infectados e 360.000 mortes pela covid-19. Hidroxicloroquina traz riscos para pacientes com câncer e covid-19, diz estudo

Visitantes usam máscaras na abertura da exposição 'Conheça Vincent Van Gogh', em Lisboa, nesta sexta-feira. Portugal foi um dos países que melhor administrou a crise do coronavírus e começa a reabrir economia, com restrições.
Visitantes usam máscaras na abertura da exposição 'Conheça Vincent Van Gogh', em Lisboa, nesta sexta-feira. Portugal foi um dos países que melhor administrou a crise do coronavírus e começa a reabrir economia, com restrições.RAFAEL MARCHANTE / Reuters
São Paulo , Brasília , Madri - 29 may 2020 - 14:09 UTC

Mais informações

O PIB do Brasil caiu 1,5% nos três primeiros meses do ano, segundo divulgou nesta sexta-feira o IBGE. A retração na economia brasileira é um reflexo da pandemia do novo coronavírus, que infectou mais de 5,8 milhões de pessoas em todo o mundo. O Brasil é o segundo país em número de casos (atrás somente dos Estados Unidos) e o sexto em número de mortes causadas pela covid-19, com 26.754 óbitos confirmados até a quinta. A França registrou a maior contração no primeiro trimestre em 50 anos, enquanto a Espanha aprovou nesta sexta uma renda mínima emergencial, para socorrer 850.000 famílias. O Brasil vive também uma crise política com o aprofundamento da tensão entre o Governo de Jair Bolsonaro e o Supremo Tribunal Federal.

Veja os destaques da cobertura nesta sexta-feira:

Acompanhe as principais notícias sobre o coronavírus e a crise política:


Mais informações