Sem surpresas, Tite convoca seleção brasileira para a Copa América 2019

David Neres é a maior novidade no ataque do Brasil. No meio-campo, Fernandinho ganhou a disputa com Fabinho

Tite segura a lista de convocados para a Copa América 2019.
Tite segura a lista de convocados para a Copa América 2019.Silvia Izquierdo (AP)
Diogo Magri
Mais informações
Lucas Moura, o herói do Tottenham que busca voltar para a seleção brasileira
Copa América 2019: Brasil encara Bolívia, Venezuela e Peru na fase de grupos

O treinador Tite convocou nesta sexta-feira, na sede da CBF, os 23 jogadores da seleção brasileira que disputarão a Copa América 2019. Sem grandes novidades, a lista foi anunciada com a presença de Thiago Silva, Daniel Alves, Casemiro, CoutinhoNeymar e Gabriel Jesus, todos jogadores presentes na seleção desde o início do trabalho de Tite. David Neres, do Ajax, foi a maior novidade no ataque. No meio-campo, Fernandinho, do Manchester City, ganhou a disputa com Fabinho, do Liverpool, mesmo após ser criticado pela eliminação na Copa do Mundo da Rússia e dizer que não gostaria mais de defender a seleção.

Confira a lista:

Goleiros:

Alisson (Liverpool);

Ederson (Manchester City);

Cássio (Corinthians);

Laterais:

Alex Sandro (Juventus);

Daniel Alves (PSG);

Fágner (Corinthians);

Filipe Luís (Atlético de Madrid);

Zagueiros:

Eder Militão (Porto);

Marquinhos (PSG);

Miranda (Inter de Milão);

Thiago Silva (PSG);

Meias:

Allan (Napoli);

Arthur (Barcelona);

Casemiro (Real Madrid);

Fernandinho (Manchester City);

Lucas Paquetá (Milan);

Philippe Coutinho (Barcelona);

Atacantes:

David Neres (Ajax);

Everton (Grêmio);

Roberto Firmino (Liverpool);

Gabriel Jesus (Manchester City);

Neymar (PSG);

Richarlison (Everton).

Tite desaprova comportamento de Neymar, mas se esquiva de perguntas

Durante toda a entrevista coletiva que sucedeu o anúncio da lista, o comportamento de Neymar foi tema das perguntas a Tite. Após perder a final da Copa da França pelo PSG, o camisa 10 agrediu um torcedor que o provocou no caminho que os jogadores fazem para receber a medalha de prata. "Neymar errou", se limitou a opinar o treinador. Acrescentou que qualquer outra resposta, inclusive sobre ele permanecer capitão da equipe, só será dada após uma conversa que ele terá com seu atacante. Em outro momento, Tite deixou Douglas Costa de fora de uma convocação por ato indisciplinar parecido, quando o jogador cuspiu em um adversário. Questionado sobre a falta de coerência, o técnico disse que uma lesão também pesou para não convocar Douglas naquela oportunidade.

Lucas Moura, atacante que classificou o Tottenham para a final da Champions League com um hat-trick contra o Ajax, foi uma das ausências notadas na lista. "Penso [que não o convoquei] pela qualidade dele, não pela repercussão [do feito]", justificou Tite. A disputa entre Fabinho e Fernandinho, que terminou com a convocação do atleta do City, que tem 34 anos, também chamou a atenção pela grande temporada do jogador do Liverpool e pelas más atuações do volante escolhido na seleção. "Os próprios jogadores do campeonato inglês elegeram [o Fernandinho] como destaque. Estive em Londres e conversei com ele. Não tem demérito [do Fabinho], todos estão em altíssimo nível".

Tite ainda convocou jogadores que não devem estar no fim do ciclo, que termina na Copa do Catar, em 2022, como Daniel Alves, Thiago Silva e Miranda. No entanto, deixou de fora outros 'trintões' que foram ao Mundial da Rússia, como Marcelo, Renato Augusto e Paulinho. Por fim, o treinador disse que não tem nenhum encontro agendado com o presidente da república, Jair Bolsonaro, durante a passagem que a seleção fará por Brasília para jogar um amistoso contra o Catar, no dia 5 de junho. Antes da estreia na Copa América, no dia 14, contra a Bolívia, no Morumbi, o Brasil ainda faz outro amistoso contra Honduras, em Porto Alegre, no dia 9.

Veja como contamos a convocação da seleção:

Diogo Magri
Terminamos por aqui a cobertura da convocação da seleção brasileira de Tite para a Copa América 2019. Obrigado pela companhia e até a próxima!
Diogo Magri
Diogo Magri
Encerrada a entrevista coletiva de Tite e sua comissão técnica após a convocação para a Copa América 2019.
Diogo Magri
Diogo Magri
"Não tem demérito de ninguém. Estão todos em altíssimo nível", volta a responder Tite sobre a escolha por Fernandinho ao invés de Fabinho. "Fui acompanhar o Renato [Augusto] na China também. Pesa [ele ficar de fora] pela integridade moral do jogador".
Diogo Magri
Diogo Magri
Outra ausência notada foi Lucas Moura, que ganhou grande destaque na reta final da temporada europeia pelo Tottenham ao marcar 3 vezes na semifinal da Champions. "Penso pela qualidade dele, não pela repercussão [do feito]".
Diogo Magri
Diogo Magri
"Na programação não tem absolutamente nada". Tite rechaça, por enquanto, a possibilidade de se encontrar com o presidente da república, Jair Bolsonaro, durante a passagem por Brasília, onde a seleção jogará amistoso contra o Catar no dia 5 de junho. "Queríamos jogar no Maracanã".
Diogo Magri
Diogo Magri
Tite afirma que mostrar um bom desempenho é mais importante do que o resultado na Copa América. "Mesmo que custe a minha continuação [como treinador]. Resultado eu não tenho controle sobre. Desempenho eu tenho".
Diogo Magri
Diogo Magri
Com relação a disputa Fernandinho x Fabinho, Tite cita uma conversa que teve com o atleta do Manchester City em Londres para decidir pelo jogador. "Os próprios jogadores da Premier League o elegeram como um dos destaques do campeonato".
Diogo Magri
Diogo Magri
Tite se esquivou de todas as perguntas envolvendo Neymar, dizendo que vai conversar com o atacante antes de responder qualquer questão envolvendo o comportamento do, até agora, capitão da seleção.
Diogo Magri
Diogo Magri
Com o pedido para comparar com o caso de Douglas Costa, que teria ficado de fora em uma convocação por uma cusparada que deu durante um jogo, Tite se defende dizendo que uma lesão também pesou para o corte de Costa naquela oportunidade.
Diogo Magri
Diogo Magri
Tite disse que não vai revelar se Neymar seguirá ou não como capitão da seleção. Ele quer conversar com o atacante antes de tomar a decisão. Também citou Lucas Paquetá, que teve um ato de indisciplina com o árbitro no campeonato italiano.
Diogo Magri
Diogo Magri
"Neymar errou", admite o treinador quando perguntado sobre a indisciplina do atacante. Disse que vai conversar com o jogador. Também falou sobre Coutinho, que vive má fase no Barcelona: "ele é decisivo".
Diogo Magri
Diogo Magri
Meias: Allan, Arthur, Casemiro, Fernandinho, Lucas Paquetá e Philippe Coutinho. Atacantes: David Neres, Everton, Firmino, Gabriel Jesus, Neymar e Richarlison.
Diogo Magri
Diogo Magri
Goleiros: Alisson, Ederson e Cássio. Laterais: Alex Sandro, Daniel Alves, Fágner e Filipe Luís. Zagueiros: Marquinhos, Miranda, Thiago Silva e Eder Militão.
Diogo Magri
Diogo Magri
"Nem minha esposa conseguiu me ajudar. Foi a lista mais difícil que eu já fiz", ressalta o treinador.
Diogo Magri
Diogo Magri
Vamos ao anúncio da lista. Tite, antes de falar os convocados, fala em "alegria e responsabilidade".
Diogo Magri
Diogo Magri
Edu comunica que Sylvinho, auxiliar de Tite durante todo o trabalho do treinador na seleção, não participará da Copa América porque aceitou o convite de um "grande clube europeu". O nome do clube não foi revelado.
Diogo Magri
Diogo Magri
Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, será o chefe da delegação da seleção brasileira na Copa América 2019.
Diogo Magri
Diogo Magri
Edu revela números: 44 atletas convocados no período pós Copa, que teve oito amistosos. 11 estreantes e 24 que não estiveram na Rússia.
Diogo Magri
Diogo Magri
Edu começa falando da grandeza e importância da Copa América. Diz saber da grande responsabilidade que a comissão tem e que é um motivo de orgulho jogar o torneio no Brasil.
Diogo Magri
Diogo Magri
Tite e o coordenador Edu Gaspar chegam para fazer o anúncio da lista.
Diogo Magri

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS