Seleccione Edição
Login

Brasil fica fora da corrida pelo melhor filme do Oscar em 2019

‘O Grande Circo Místico’ não entrou na lista de nove finalistas ao Oscar de melhor filme estrangeiro. 'Roma', distribuído pela Netflix, está na disputa

Oscar de Melhor Filme Estrangeiro 2019
O Grande Circo Místico’, de Cacá Diegues, havia sido escolhido pela pela Academia Brasileira de Cinema para representar o Brasil

O nome de Roma apareceu na segunda-feira pela primeira vez oficialmente ligado ao Oscar 2019, ao ser incluído entre a lista de nove títulos que disputam o prêmio de melhor filme de língua estrangeira. Enquanto a indústria espera para ver se o filme em espanhol e mixteco de Alfonso Cuarón, distribuído pela Netflix, também entra nas principais categorias, a Academia de Cinema publicou a lista de finalistas de língua estrangeira. A aposta do Brasil, O Grande Circo Místico do cineasta Cacá Diegues, ficou fora da lista dos finalistas que serão votados para escolher as indicações definitivas.

Nesta edição, 87 filmes se apresentaram ao Oscar de língua estrangeira. Os nove pré-selecionados são Roma (México), Pássaros de Verão (Colômbia) —dos colombianos Cristina Gallego e Ciro Guerra, a mesma equipe que já foi indicada em 2016 por O Abraço da Serpente. Também disputam uma estatueta de melhor filme estrangeiro Culpa (Dinamarca), Nunca Deixe de Lembrar (Alemanha), Assunto de Família (Japão), Ayka (Cazaquistão), Cafarnaum (Líbano), Guerra Fria (Polônia) e Em Chamas (Coreia do Sul). Seis entraram na lista pelas votações dos acadêmicos e três por decisão do comitê especifico da Academia.

O polonês Guerra Fria, dirigido por Pawel Pawlikowski, é um dos rivais mais fortes contra Roma, após ganhar o prêmio de melhor direção em Cannes e fazer sucesso nos Prêmios do Cinema Europeu. Curiosamente, os dois são em preto e branco. O outro grande adversário é o japonês Assunto de Família, do japonês Hirokazu Kore-eda, ganhador da Palma de Ouro da última edição de Cannes. O coreano Em Chamas, de Lee Chang-dong, teve boas críticas e forte apoio nos Estados Unidos e levou o prêmio da crítica internacional no festival francês.

O espanhol Campeones também não entrou. O filme de Javier Fesser é o fenômeno espanhol do ano e recebeu 11 indicações no Goya.

A Academia de Cinema serviu na segunda-feira o primeiro aperitivo das candidaturas ao Oscar de 2019, que serão entregues em 24 de fevereiro em Los Angeles, com um comunicado em que revelou as listas de pré-selecionados, o último passo antes da obtenção da indicação nas categorias de documentário, maquiagem e penteados, música, canção, as três categorias de curta-metragem e efeitos especiais. As votações ocorrerão entre 7 e 14 de janeiro e as indicações definitivas serão anunciadas em 22 de janeiro.

MAIS INFORMAÇÕES