França goleia Croácia na final e é bicampeã da Copa

Mbappé crava seu nome na história ao se tornar o jogador mais jovem a marcar na decisão desde Pelé

O capitão e goleiro Lloris ergue a taça de campeão do mundo.
O capitão e goleiro Lloris ergue a taça de campeão do mundo.Shaun Boterill
Mais informações
A Copa do Mundo acabou, mas os memes serão eternos
Uma Copa que rompeu estereótipos
A Copa do Mundo dos zagueiros

A França venceu a Croácia por 4 a 2 neste domingo, no estádio Luzhniki de Moscou, e se sagrou bicampeã da Copa do Mundo. Mandzukic (contra), Griezmann, Pogba e Mbappé fizeram os gols franceses, enquanto Perisic e Mandzukic marcaram para a seleção croata. O ex-meia brasileiro Ronaldinho Gaúcho foi um dos destaques da cerimônia de encerramento.

O primeiro tempo foi movimentado e contou com auxílio do VAR. Em falta cavada por Griezmann, o próprio atacante cobrou e Mandzukic desviou para as redes de Subasic, fazendo o primeiro gol contra da história das finais de Copa: 1 a 0 para a França. Na sequência, a Croácia, que chegou a 60% de posse de bola na etapa inicial, empatou com belo gol de Perisic, chutando cruzado após cobrança de falta de Modric. Aos 38 minutos, quando os croatas buscavam a virada, Perisic colocou a mão na bola em cobrança de escanteio. Nestor Pitana precisou consultar o árbitro de vídeo para marcar o pênalti, convertido por Griezmann.

Na etapa final, a Croácia voltou buscando o empate, e abriu espaço para os contra-ataques puxados por Mbappé. O camisa 10 arrancou pela direita aos 14 minutos e cruzou para Griezmann, que ajeitou para Pogba bater de canhota e ampliar o placar. Cinco minutos depois, Mbappé recebeu pelo meio e arriscou de fora da área, marcando o quarto. Cansados pelas três prorrogações seguidas, os croatas ainda conseguiram descontar com gol de Mandzukic em falha de Lloris, mas não foi o suficiente.

Vinte anos depois, os franceses voltam a ganhar uma Copa do Mundo, a segunda de sua história. O treinador Didier Deschamps, capitão em 1998, se iguala a Zagallo e Beckenbauer como único a ser campeão mundial como treinador e jogador. Griezmann foi eleito o melhor jogador da final. E, sessenta anos depois, Mbappé, que também é camisa 10, faz história lembrando Pelé ao vencer uma Copa do Mundo com 19 anos, fazendo gol na final e sendo o melhor jogador jovem da competição. Luka Modric ganhou o prêmio de melhor jogador do Mundial, enquanto Harry Kane, com seis gols, foi o artilheiro.

Veja como contamos a final França x Croácia, minuto a minuto:

Diogo Magri
Encerramos por aqui a cobertura da final da Copa do Mundo 2018, vencida pela França contra a Croácia: 4 a 2. Em 2022, no Catar, tem mais! Obrigado pela companhia e até a próxima. Foto: AP
Diogo Magri
Diogo Magri
E assim ficou a tabela da Copa do Mundo Rússia 2018.
Diogo Magri
Diogo Magri
A Copa do Mundo acabou, mas os memes serão eternos: http://cort.as/-8B7n
Diogo Magri
Diogo Magri
O estádio Luzhniki, palco do título francês. Foto: AFP
Diogo Magri
Diogo Magri
Didier Deschamps entra na história, ao lado de Zagallo e Beckenbauer, como único a ser campeão da Copa do Mundo como jogador e treinador.
Diogo Magri
Diogo Magri
O atacante Griezmann também foi decisivo no Mundial. Ele tinha feito um gol na primeira fase, mas marcou mais três vezes no mata-mata, além das assistências em cobranças de escanteio e falta. O 7 foi eleito o melhor jogador da final. Foto: Reuters
Diogo Magri
Diogo Magri
Protesto no gramado, reinvidicado por Pussy Riot, e outras imagens do Mundial: http://cort.as/-8B6v
Diogo Magri
Diogo Magri
A festa de encerramento da Copa, em imagens. http://cort.as/-8B6r
Diogo Magri
Diogo Magri
60 anos depois, Mbappé lembra um certo outro camisa 10. O francês fez quatro gols na Copa, inclusive um na final, e foi eleito o melhor jogador jovem da Copa aos 19 anos de idade. Foto: Getty Images
Diogo Magri
Diogo Magri
Diogo Magri
Diogo Magri
O presidente francês, Emmanuel Macron, comemorou nas tribunas do estádio. Foto: Reuters
Diogo Magri
Diogo Magri
E os incansáveis croatas não foram páreos para a ótima geração francesa na final. Lloris liderando no gol, Varane seguro na zaga, Kanté e Pogba consistentes no meio e Griezmann e Mbappé eficientes no ataque. Título mais do que merecido! Foto: Getty Images
Diogo Magri
Diogo Magri
Na semifinal, um jogo duro contra a Bélgica, que havia eliminado o Brasil. Um gol de Umtiti, de cabeça, definiu a vaga na terceira final em seis copas para os franceses.
Diogo Magri
Diogo Magri
A França fez uma Copa memorável. Na primeira fase, venceu a Austrália (2 a 1), Peru (1 a 0) e empatou com a Dinamarca (0 a 0). Sem prorrogação, eliminou duas forças sul-americanas no mata-mata: Argentina (4 a 3) e Uruguai (2 a 0).
Diogo Magri
Diogo Magri
A Croácia sai derrotada de sua primeira final da Copa, mas caiu de cabeça erguida. A equipe passou por três prorrogações antes do vice-campeonato, que premiou uma grande geração, protagonizada por Subasic, Vrsaljko, Rakitic, Perisic, Mandzukic e Modric.
Diogo Magri
Diogo Magri
Luka Modric, craque, camisa 10 e capitão croata, coroa sua grande temporada com o prêmio de melhor jogador da Copa do Mundo. O meia já havia sido melhor jogador do Mundial de Clubes pelo Real Madrid e pode ser um candidato à Bola de Ouro. Foto: Reuters
Diogo Magri
Diogo Magri
O presidente também quis fazer um carinho na taça. Foto: Getty Images
Diogo Magri
Diogo Magri
Diogo Magri
Diogo Magri
Na transmissão da Globo, o comentarista de Arnaldo César Coelho revelou que está se aposentando da televisão. Galvão Bueno também agradece a audiência e confessa: "talvez tenha sido minha última Copa do Mundo narrando".
Diogo Magri
Diogo Magri
Lloris ergue a taça de campeão do mundo!
Diogo Magri

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS