Willian ressurge, Neymar deslancha e o Brasil despacha o México

Após segurar pressão mexicana, seleção brasileira constrói resultado no segundo tempo e avança às quartas de final com autoridade

Willian e Neymar foram os destaques do Brasil contra o México.
Willian e Neymar foram os destaques do Brasil contra o México.CARLOS GARCIA RAWLINS (Reuters)

O Brasil derrotou o México por 2 a 0 nesta segunda-feira, em Samara, pelas oitavas de final da Copa do Mundo Rússia 2018. Os gols da vitória saíram no segundo tempo, com Neymar e Roberto Firmino. Agora, nas quartas de final, a seleção enfrenta a Bélgica, que venceu o Japão de virada.

Mais informações

No primeiro tempo, a seleção mexicana partiu para o ataque, bem ao estilo do técnico Juan Carlos Osorio. Explorando a velocidade de Carlos Vela e Guardado pela esquerda, deu trabalho ao sistema defensivo de Tite, mas só conseguiu finalizar uma vez no gol de Alisson. Com dificuldades para sair jogando e ditar o ritmo da partida, o Brasil também se expunha aos contra-ataques após escanteios no campo ofensivo, já que Osorio costuma posicionar apenas quatro defensores em sua área para reforçar a segunda bola e encaixar contragolpes. Tite, então, mudou o esquema, alinhando Paulinho e Casemiro no 4-4-2. Aos poucos, a seleção controlou o ímpeto dos mexicanos e criou as melhores oportunidades com Philippe Coutinho, Gabriel Jesus e Neymar, que, aos 24 minutos, parou em arrojada defesa do goleiro Ochoa.

Para a etapa final, Osorio tirou o veterano Rafa Márquez e colocou Layún, buscando dar mais mobilidade ao meio-campo. Porém, foi a seleção brasileira quem voltou em ritmo acelerado do intervalo. Coutinho parou em Ochoa. Aos 6 minutos, entretanto, a muralha mexicana nada pode fazer depois que Neymar rolou de calcanhar para Willian, que cortou para a canhota e bateu cruzado. O camisa 10 apareceu no segundo pau, empurrando para as redes. Superou Cristiano Ronaldo e Messi ao marcar seu primeiro gol em um mata-mata de Copa.

Willian, por sinal, teve sua melhor atuação no Mundial, sobretudo no segundo tempo. Arriscou mais jogadas individuais pela linha de fundo e não ficou preso ao lado direito, tanto que, no lance do gol, ele se movimenta do meio para a esquerda. Fez jus ao apelido de “Foguetinho”, acelerando no tempo certo e, como sempre, ajudando Fagner na recomposição defensiva. Já Neymar se mostrou novamente mais objetivo. Resistiu à provocação dos mexicanos, a ponto de levar um pisão de Layún. É o jogador que mais recebeu faltas (23) neste Mundial. Valorizou algumas delas, é verdade, mas nada que lembrasse a postura descompensada que exibiu diante da Costa Rica. Além de iniciar a jogada em que abriu o placar, ele ainda deu assistência para Firmino, que havia entrado no lugar de Coutinho, fechar a conta aos 43 minutos. Foi eleito o melhor jogador da partida.

Como de praxe, a defesa brasileira, comandada pelo capitão Thiago Silva, reluziu solidez e soube administrar a agressividade do ataque mexicano. Apesar de ter sobressaído na posse de bola (54% x 46%), a equipe de Osorio só conseguiu finalizar uma vez em direção à meta de Alisson. Os laterais Fagner e Filipe Luís, que ficou com a vaga de Marcelo, sofreram para marcar os pontas Lozano e Vela, mas deram conta do recado. Casemiro, o pilar do meio-campo, levou seu segundo cartão amarelo na competição e está fora das quartas. Fernandinho deve ser o substituto.

Essa é a quarta vitória do Brasil sobre o México em cinco jogos de Copas do Mundo – o outro duelo, em 2014, terminou empatado. No histórico do confronto em Mundiais, a seleção soma 14 gols e jamais foi vazada pelos mexicanos, que caíram na fase de oitavas pela sétima vez desde 1986. O próximo jogo do Brasil, contra os belgas, será em Kazan, na próxima sexta-feira, às 15h (horário de Brasília).

Veja como contamos o duelo Brasil x México, minuto a minuto:

Diogo Magri
Encerramos por aqui a cobertura de Brasil 2 x 0 México, pelas oitavas da Copa do Mundo. Obrigado pela companhia e até a próxima!
Diogo Magri
Diogo Magri
Dois confrontos das quartas de final já estão definidos: Uruguai x França, na chave do lado brasileiro, e Rússia x Croácia. O adversário do Brasil sai de Bélgica x Japão, que se enfrentam agora, às 15h. Siga ao vivo: http://cort.as/-7jnI
Diogo Magri
Diogo Magri
Encerrada a entrevista coletiva do treinador da seleção brasileira, Tite.
Diogo Magri
Diogo Magri
"Tu marca o setor, depois a bola, depois o homem. Apostamos nessa estratégia e treinamos ela. Por isso sofremos tão pouco", responde Tite sobre o efetivo sistema defensivo brasileiro.
Diogo Magri
Diogo Magri
"A característica mais forte do Brasil é o equilíbrio dela. É uma das equipes que mais finaliza e que menos sofre chutes no gol", fala Tite. O Brasil sofreu apenas um gol no torneio, em lance polêmico de Miranda com Zuber, e só levou 4 chutes no gol em 4 jogos. Foto: Getty Images
Diogo Magri
Diogo Magri
"O nível que nós atingimos é para quartas de final. Temos que consolidar para nos manter". Tite ainda rechaça fama de favorito. "O nível das outras equipes também é muito forte. Está muito aberto".
Diogo Magri
Diogo Magri
O auxiliar Sylvinho comenta o desempenho de Gabriel Jesus. "Ele é um trator. Tivemos essa discussão no banco [sobre tirar ele ou Coutinho], mas a decisão foi trazer Gabriel para o lado", afirma o ex-lateral sobre a entrada de Firmino no lugar do 11 e não do 9. Foto: AFP
Diogo Magri
Diogo Magri
"No jogo anterior ele jogou muito. Hoje, repetiu o padrão", diz o treinador a respeito de Neymar. "Ele também está melhorando no aspecto comportamental. Quando gasta energia em outras coisas, ele perde o foco". Foto: AP
Diogo Magri
Diogo Magri
Tite afirma ter variado o esquema para o 4-4-2, que foi primordial para a boa atuação de Willian, "flutuando como extremo".
Diogo Magri
Diogo Magri
"Osorio faz um baita de um trabalho e é um baita de um profissional. Nós precisamos contextualizar as declarações, relativizar com o calor do jogo", afirma Tite. Foto: AP
Diogo Magri
Diogo Magri
Sobre a frase de Osorio, Tite fala: "Não vou responder. Eu vi o pisão e as pessoas vão ver a imagem".
Diogo Magri
Diogo Magri
Agora, a entrevista de Tite.
Diogo Magri
Diogo Magri
"Não ligo muito para críticas porque pode influenciar muito a cabeça do atleta. Não sei se os adversários querem aparecer... eu só quero jogar futebol. Vim para ganhar e espero melhorar cada vez mais", diz Neymar.
Diogo Magri
Diogo Magri
"As hierarquias se mantém. Técnico fala com técnico, atleta fala com atleta". Tite não deixa Neymar responder sobre a declaração de Osorio na coletiva.
Diogo Magri
Diogo Magri
Agora, a entrevista coletiva de Neymar, eleito o melhor do jogo.
Diogo Magri
Diogo Magri
Willian, que vinha questionado por atuações apagadas no Mundial, desencantou hoje. No segundo tempo, foi um dos principais jogadores do Brasil, autor do passe para o gol feito por Neymar.
Diogo Magri
Diogo Magri
Juan Carlos Osorio, treinador do México, culpa a arbitragem pela derrota e reclama de tempo perdido com "um só jogador": "Não é um exemplo para o futebol e para as crianças que veem o futebol. É um jogo de homens".
Diogo Magri
Diogo Magri
Roberto Firmino, o único nordestino da seleção, pede passagem no time do Tite: http://cort.as/-7jhX Foto: AFP
Diogo Magri
Diogo Magri
O segundo gol veio já com 43 minutos, quando Fernandinho achou Neymar livre pela esquerda, que saiu na cara de Ochoa e tocou, de bico, para Firmino empurrar para o gol vazio. O atacante reserva marca antes de Jesus no Mundial da Rússia.
Diogo Magri
Diogo Magri
Com 1 a 0 contra, o México veio para cima, mas encontrou uma defesa muito bem montada: Fágner, Thiago Silva, Miranda, Filipe Luís e Casemiro fizeram outra ótima partida. Em especial Thiago, hoje capitão de novo, que vem sendo um dos principais nomes da Copa do Mundo.
Diogo Magri

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS
Logo elpais

Você não pode ler mais textos gratuitos este mês.

Assine para continuar lendo

Aproveite o acesso ilimitado com a sua assinatura

ASSINAR

Já sou assinante

Se quiser acompanhar todas as notícias sem limite, assine o EL PAÍS por 30 dias por 1 US$
Assine agora
Siga-nos em: