Brasil bate a Sérvia e se classifica em primeiro para as oitavas de final

Paulinho e Thiago Silva marcam pela seleção brasileira, que enfrenta o México na próxima fase

Thiago Silva, impecável na defesa, marcou o segundo gol da seleção.
Thiago Silva, impecável na defesa, marcou o segundo gol da seleção.Michael Steele (Getty Images)

O Brasil venceu a Sérvia por 2 a 0 nesta quarta-feira, no estádio Spartak de Moscou, pela última rodada do grupo E, e se classificou para as oitavas de final da Copa do Mundo Rússia 2018. Como primeiro da chave, a seleção enfrentará o México, que avançou em segundo lugar no grupo F depois de desbancar a atual campeã, Alemanha.

Mais informações

Logo no início da partida, Tite perdeu Marcelo, machucado. Segundo informações do departamento médico, o lateral-esquerdo sofreu um espasmo na coluna e já foi medicado. É o quinto jogador da equipe acometido por lesão nesta Copa. Filipe Luís entrou em seu lugar e teve atuação segura, assim como todo o sistema defensivo brasileiro – apenas sete faltas e nenhum cartão amarelo. Apesar da perda de um de seus principais jogadores, o Brasil comandou as ações no primeiro tempo e abriu o placar aos 35 minutos. Paulinho, em sua jogada característica, infiltrando pelo meio, aproveitou ótima enfiada de bola de Philippe Coutinho para encobrir o goleiro Stojkovic. Ele é o volante com mais gols pela seleção (13 em 53 jogos). Ganha confiança após um início de Copa apagado.

No segundo tempo, o Brasil apresentou um lapso de instabilidade e viu a Sérvia dominar momentaneamente o meio-campo. Thiago Silva, em mais uma performance impecável na defesa, salvou a rebatida de Alisson ao evitar o gol de Mitrovic. Se a dupla do Barcelona protagonizou o primeiro gol, foram os jogadores do PSG que aproveitaram seu entrosamento para tirar a seleção do sufoco. Neymar cobrou escanteio no primeiro pau para o zagueiro subir mais que a zaga sérvia: 2 a 0, aos 22 minutos.

Enquanto a Sérvia padecia com a falta de inspiração de suas referências técnicas, como Milinkovic-Savic, Tadic e Matic, o Brasil aproveitou a vantagem no marcador para consolidar seu jogo coletivo. Casemiro foi enorme em meio aos gigantes sérvios. Tomou conta de seu setor e encaixou bons passes na saída de bola. Mais acionados, Willian e Gabriel Jesus novamente destoaram. Coutinho manteve o alto nível, dividindo com Neymar a função de criar as principais jogadas ofensivas. O camisa 10, por sua vez, parecia outro jogador. Menos pilhado e individualista, quase sempre fazia as melhores escolhas. Em vez de reclamar com a arbitragem e buscar o contato com os adversários, o craque priorizou o jogo coletivo e, quando decidia partir para cima, abria clarões na defesa sérvia. Também causava pequenos estragos, como o chapéu sobre Ljajic seguido de uma arrancada ao seu estilo pela esquerda. Embora não tenha marcado, se mostrou muito mais objetivo e perigoso.

Com a vitória, o Brasil chegou aos sete pontos e terminou na liderança do grupo E. A Suíça, que empatou com a Costa Rica, se classificou em segundo lugar, com cinco pontos, e pega a Suécia nas oitavas. Ainda sem encantar, a seleção brasileira segue em seu caminho de gradativa evolução para encarar um México que ainda não passou da primeira (e única) boa impressão, diante dos alemães. Mesmo que por linhas tortuosas, um duelo previsto antes das imprevisibilidades darem o tom nesta Copa.

Veja como contamos Brasil x Sérvia, minuto a minuto:

Diogo Magri
Encerramos por aqui a cobertura de Brasil 2 x 0 Sérvia, última rodada do Grupo E da Copa do Mundo. Obrigado pela companhia e até a próxima!
Diogo Magri
Breiller Pires
Diferentemente do último jogo, contra a Costa Rica, Neymar desempenhou um papel mais coletivo diante da Sérvia. Deixou a arbitragem em segundo plano, evitou reclamações e dividiu o protagonismo com Coutinho na criação de jogadas. Foto: AFP
Breiller Pires
Diogo Magri
Com a vitória por 2 a 0, gols de Paulinho e Thiago Silva, o Brasil se classifica em primeiro no Grupo E e enfrenta o México nas oitavas de final. O jogo será segunda-feira, às 11h (horário de Brasília).
Diogo Magri
Diogo Magri
Está encerrada a entrevista coletiva de Tite.
Diogo Magri
Diogo Magri
"É desumano tirar 100% de um time. Eu não sei onde essa equipe pode chegar. Dentro do processo evolutivo, ela atingiu a minha expectativa", admite o treinador. Foto: AFP
Diogo Magri
Diogo Magri
Neymar soltou mais a bola hoje e esteve mais tranquilo em relação à arbitragem. "Assuntos de equipe eu não externo à opinião pública", comentou Tite sobre o comportamento do craque. Foto: AFP
Diogo Magri
Diogo Magri
"Eles têm características diferentes. Não abro mão da qualidade do Gabriel e o Firmino sabe será importante", responde o treinador a respeito da disputa no ataque do Brasil. Foto: AFP
Diogo Magri
Diogo Magri
"Se é uma condicional que eu não respondo", comenta Tite sobre a potencial titularidade de Douglas Costa caso não estivesse machucado.
Diogo Magri
Diogo Magri
"Estou, aparentemente, em paz. Hoje eu me permito tomar um caipirinha", diz o aliviado treinador. Foto: Getty Images
Diogo Magri
Diogo Magri
"A equipe tem mais a crescer. E está dentro do que esperamos. A busca é padrão igual para melhor", fala Tite.
Diogo Magri
Diogo Magri
"Nós temos uma ideia equilibrada de futebol. Sempre buscamos o equilíbrio; todo mundo defende, todo mundo ataca. Não mudamos a formação para cada adversário, mas fazemos ajustes", afirma o auxiliar Cléber Xavier.
Diogo Magri
Diogo Magri
"Foi quem mais se propôs a jogar contra nós", diz Tite sobre o estilo de jogo da Sérvia, que precisava ganhar para se classificar. "O jogo teve uma exigência técnica muito alta". Foto: AFP
Diogo Magri
Diogo Magri
"Ele vive de fazer um grande jogo. Hoje, por exemplo, causou o escanteio que saiu o gol do Thiago", responde Tite sobre a partida feita por Gabriel Jesus.
Diogo Magri
Diogo Magri
"Se estivermos focados apenas em quem começa o jogo, nós não teríamos esse bom desempenho", diz Tite sobre a saída de Marcelo no começo do jogo. Filipe Luís entrou bem em seu lugar. Foto: AP
Diogo Magri
Diogo Magri
O Brasil teve 13 finalizações contra 10 da Sérvia. Mas Tite ressalva que foram seis chutes certos brasileiros, contra apenas dois sérvios.
Diogo Magri
Diogo Magri
Quando colocou Fernandinho no lugar de Paulinho, no momento em que a Sérvia era melhor, Tite diz que naquele momento o jogo pedia o volante reserva. "A partir do momento que ele entrou, retomamos o nosso jogo".
Diogo Magri
Diogo Magri
"Tive uma evolução muito grande nesses últimos quatro anos. Minha ida para a China fez muito bem, resgatei minha confiança", afirma Paulinho. Foto: AP
Diogo Magri
Diogo Magri
Melhor da partida, Paulinho afirma que não tem nada a dizer sobre a eliminação da Alemanha. "Nosso objetivo sempre foi a nossa classificação".
Diogo Magri
Diogo Magri
Começa, agora, a entrevista coletiva de Tite e Paulinho.
Diogo Magri
Diogo Magri
Segundo nota divulgada pela CBF, Marcelo teve um espasmo na musculatura estabilizadora da coluna. O lateral já melhorou após ser medicado e irá seguir tratamento depois de sentir lesão logo aos sete minutos de jogo.
Diogo Magri

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Logo elpais

Você não pode ler mais textos gratuitos este mês.

Assine para continuar lendo

Aproveite o acesso ilimitado com a sua assinatura

ASSINAR

Já sou assinante

Se quiser acompanhar todas as notícias sem limite, assine o EL PAÍS por 30 dias por 1 US$
Assine agora
Siga-nos em: