Pai de nove filhos pede divórcio ao saber que é estéril

O homem, de nacionalidade marroquina, é casado há 35 anos com uma mulher que agora é acusada do crime de adultério

O homem pediu divórcio depois de saber que é estéril
O homem pediu divórcio depois de saber que é estérilAgencia Corbis
Mais informações
Um único doador de sêmen com mais de 100 filhos assombra a Holanda
Reprogramação celular permite que animais estéreis tenham filhos
Mulher de 64 anos dá à luz gêmeos após tratamento de fertilidade nos EUA

Um marroquino casado há 35 anos pediu para se divorciar da mulher depois ter ficado sabendo que nenhum dos nove filhos que teve é dele. Não podem ser, pois o médico diagnosticou que ele é e sempre foi estéril, como informou o jornal Al Massae. O pai todavia legítimo denunciou a esposa por adultério (considerado delito punível no Marrocos) porque deseja renunciar à tutela dos filhos.

Professor de profissão e morador de uma rica região ao norte de Rabat, capital do Marrocos, o homem foi há alguns dias a uma consulta no urologista. Queria que o médico o tratasse de uma doença parecida com a varicela que tinha no testículo direito. O até então pai de nove crianças explicou ao médico que carregava a doença havia muitos anos e que, aparentemente, não lhe havia causado nenhum transtorno.

Mas o urologista não compartilhou sua opinião. Depois de realizar exames, determinou que, sem dúvida alguma, o homem era estéril e o motivo de seu transtorno de fertilidade estava claramente ligado ao cisto testicular de que padecia. O jornal marroquino Al Massae, que publicou a notícia, afirmou que teve acesso ao relatório médico que detalha o diagnóstico do urologista.

Depois de saber o resultado dos exames, o homem apresentou uma queixa por adultério, admitindo que os nove filhos que compartilhava com a esposa não eram dele. No Marrocos, o artigo 491 do Código Penal prevê até dois anos de prisão para qualquer pessoa casada adúltera denunciada pelo cônjuge.

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS