Idoso envenena e mata esposa com Alzheimer em asilo na Espanha

O homem de 91 anos tomou a mesma substância e seu estado é grave, mas estável

Fachada do hospital Virgen de la Salud de Toledo, na Espanha, onde o idoso está internado.
Fachada do hospital Virgen de la Salud de Toledo, na Espanha, onde o idoso está internado.

A Polícia Judiciária de Toledo investiga, “como um caso de violência de gênero”, a morte por envenenamento de Celia R. A., de 90 anos, no lar de idosos municipal de Mazarambroz (Toledo, Espanha), com capacidade para apenas 18 pessoas, segundo informou a este jornal a Guarda Civil de Toledo. A mulher morreu ontem, após seu marido, Haroldo G. L., 91, supostamente ter lhe dado “alguma substância” que ele também tomou depois, segundo fontes do Governo regional de Castilha-La Mancha.

Mais informações

O cadáver foi encontrado na madrugada desta segunda-feira pelos funcionários do asilo, que acharam o homem ainda com vida. Ele foi levado ao hospital Virgen de la Salud de Toledo, onde permanecia internado nesta terça. Seu estado é grave, mas estável.

O caso está sendo investigado pelo Tribunal de Primeira Instância e Instrução Número 1 de Orgaz, que abriu processo contra o homem “por suposto crime de homicídio”, segundo informaram a este jornal fontes do Tribunal Superior de Justiça de Castilha-La Mancha.

Fontes próximas da investigação disseram à agência Efe que o casal era “muito unido” e sem filhos, lembrando que a mulher tinha Alzheimer. Até o momento, o Governo regional não revelou o tipo de substância que os idosos ingeriram, nem se o homem deixou uma carta explicando os motivos do crime, informaram diversos veículos locais e a rede SER.

Fontes da Secretaria de Bem-Estar Social se limitaram a dizer que o assunto está sendo investigado pela Justiça, com a qual vão colaborar para o esclarecimento dos fatos. Também afirmaram que os dois idosos ocupavam uma vaga municipal no asilo de Mazarambroz (1.300 habitantes), não supervisionada pelo Governo de Castilla-La Mancha. A mulher já foi enterrada no cemitério da cidade.

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS
Logo elpais

Você não pode ler mais textos gratuitos este mês.

Assine para continuar lendo

Aproveite o acesso ilimitado com a sua assinatura

ASSINAR

Já sou assinante

Se quiser acompanhar todas as notícias sem limite, assine o EL PAÍS por 30 dias por 1 US$
Assine agora
Siga-nos em: