Um casal de idosos, separados no Natal pela primeira vez em 70 anos

O asilo onde vivem atualmente não pode cuidar de Herbert Goodine por causa de seu estado de saúde e tem que transferi-lo a outra residência com atendimento mais avançado

Herbert e Audrey Goodine, de 91 e 89 anos.
Herbert e Audrey Goodine, de 91 e 89 anos.Dianne Phillips (FACEBOOK)

O canadense Herbert Goodine, de 91 anos, sentiu seu coração apertar na última sexta-feira, quando recebeu uma ligação da administração provincial de Perth-Andover: neste fim de semana, terá de abandonar o asilo onde vive com sua mulher para ir para outro lar de idosos. Há 70 anos ele comemora o Natal ao lado de sua esposa, Audrey Goodine, de 89. Sempre juntos. No entanto, o estado de saúde de Goodine piorou e, por isso, segundo a residência onde vive atualmente, terá que ser transferido para um local com atendimento mais avançado. Sem a mulher.

Mais informações

A filha do casal, Dianne Phillips, postou a notícia no Facebook e, em questão de dias, o caso se tornou viral: mais de 15.000 pessoas compartilharam a postagem. “Quando falei com meus pais, ouvi minha mãe chorar”, disse Phillips no último domingo, em um comentário na rede social.

Ela conta que a família solicitou um adiamento da mudança, mas o pedido foi negado, segundo a BBC. Um representante do asilo já respondeu, também pelo Facebook, que quando um residente está doente e requer maiores cuidados, tem que seguir as regras determinadas pelo Governo canadense e se mudar para outro local. “Se não seguirmos as regras, podemos perder nossa licença. A decisão foi tomada e está fora das minhas mãos”, disse o cuidador.

Audrey Goodine lamenta e prevê como, diante da inevitável passagem do tempo, terá de celebrar o Natal sem seu marido pela primeira vez em 70 anos. “Este é o pior Natal que teremos. Por que não esperam até depois das férias de fim de ano?”, disse a idosa à sua filha, entre lágrimas, após saber da notícia.

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS
Logo elpais

Você não pode ler mais textos gratuitos este mês.

Assine para continuar lendo

Aproveite o acesso ilimitado com a sua assinatura

ASSINAR

Já sou assinante

Se quiser acompanhar todas as notícias sem limite, assine o EL PAÍS por 30 dias por 1 US$
Assine agora
Siga-nos em: