Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

William Waack e José Mayer: as personalidades mais buscadas no Google no Brasil em 2017

Jornalista e ator da Globo, afastados após casos de assédio e racismo, lideram as pesquisas do ano

Pesquisas do ano 2017 no Google Brasil
O jornalista William Waack, afastado do Jornal da Globo após fala racista.

Em 2017, episódios de racismo e machismo influenciaram fortemente o comportamento de buscas na Internet dos brasileiros. Protagonistas de dois grandes escândalos envolvendo a TV Globo, o jornalista William Waack e o ator José Mayer lideram a lista das personalidades mais pesquisadas no Google Brasil em 2017, segundo os dados divulgados mundialmente nesta quarta-feira pelo buscador. Nem mesmo o nude vazado do cantor e youtuber Léo Stronda (3º no ranking) e o fenômeno musical nacional Pabllo Vittar (5º colocado) superam os nomes globais colocados na geladeira. O apresentador do Jornal da Globo foi afastado da bancada após um vídeo em que faz um comentário racista se tornar público. Já Mayer, que durante anos ostentou o título de galã global, foi acusado de assédio sexual pela figurinista Susllem Tonani em abril, o que mobilizou boa parte da ala feminina da emissora a adotar a campanha nas redes #MexeuComUmaMexeuComTodas. Talvez por isso a frase "o que é sororidade?" tenha sido uma das grandes dúvidas do país (5º no quesito O que é?): se você também não sabe, sororidade é o apoio recíproco entre as mulheres.

A lista das principais pesquisas de 2017 do Google é um bom termômetro do impacto que a Globo ainda exerce sobre os brasileiros, apesar da queda de audiência observada há anos por todos os canais de TV aberta em plena era dos youtubers e influenciadores digitais. Aos que têm o hábito de acompanhar diariamente o Google Trends (página do site com as principais pesquisas do dia), é comum ver quase todos os dias entre os principais interesses palavras como "kefir" ou o nome de algum cantor xis e, na sequência, descobrir que a apresentadora Ana Maria Braga ensinou como preparar a bebida probiótica e que a tal celebridade se envolveu em algum bate-boca durante o programa da Fátima Bernardes, por exemplo. O kefir foi, aliás, uma das grandes dúvidas dos brasileiros no quesito Como Fazer (oitavo nesta lista), perdendo para "como fazer jejum intermitente" e crepioca (as provas de que o Brasil é um país em constante estado de dieta), como fazer enquetes no Instagram e como fazer declaração do Imposto de Renda, entre outras dúvidas cotidianas.

Outra prova do alcance da TV é que, mesmo à beira de sua 18ª edição, repetindo ano após ano a mesma fórmula desgastada e já abandonada por diversos países, o Big Brother Brasil é (ainda) a principal busca no país — e não somente no quesito Programas e Séries, mas em termos gerais. O programa chega a superar as buscas pela Tabela do Brasileirão, embora o futebol praticamente domine as pesquisas diárias. Não à toa, dois dos protagonistas do reality show, Marcos Harter e Emily Araújo também figuram na lista das personalidades mais buscadas e, mais uma vez, em decorrência de um escândalo ligado ao machismo: Marcos foi expulso desta edição por agressão à então companheira de show (o que não o impediu de quase vencer outro reality, A Fazenda, da TV Record, provando que talvez o brasileiro tenha memória curta e tenha se esquecido do terror psicológico que o médico impôs à vencedora do BBB 2017). Vale dar um Google se você também se esqueceu. 

Outras questões diretamente ligadas à rede lideram a lista dos Por quês: 'Por que Zeca vai ser preso?' (Zeca, no caso, personagem fictício da novela A Força do Querer, outro fenômeno de googladas); ' Por que o Evaristo saiu do Jornal Hoje?'; 'Por que Claudia Leitte saiu do The Voice?' e 'Por que Pedro Bial saiu do BBB?' só perdem para 'Por que o Brasil não está na Copa das Confederações?', mas que superam 'Por que a Catalunha quer se separar da Espanha?' (cuja resposta tentamos detalhar neste texto aqui). 

Meghan Markle e Furacão Irma: o que o resto do mundo quer saber

Não são apenas os brasileiros os influenciados pelo que passa na TV (ou nos bastidores dela): demitido da NBC após denúncias de assédio sexual, o jornalista Matt Lauer, dos Estados Unidos, conseguiu superar a quase Duquesa de Sussex nas pesquisas globais: Meghan Markle, noiva do príncipe Harry, só ficou atrás do apresentador nas buscas mundiais. Ambos só perderam para o Furacão Irma, que arrasou o Estado da Flórida, e os smarphones iPhone 8 e X.

A lista anual do buscador exclui, obviamente, um dos principais buscas mundiais: pornografia. Estima-se que uma em cada quatro buscas feitas no mundo são por conteúdo pornográfico ou de teor sexual, o que representa cerca de 750 milhões de consultas diárias.

MAIS INFORMAÇÕES