As mentiras que a Disney conta para não traumatizar as crianças

Dos 57 clássicos da Disney, apenas 11 têm roteiro original. Só há uma coisa que a fábrica dos sonhos gosta mais do que de adaptar histórias clássicas: inventar praticamente tudo. Para além das canções, dos animais falantes e das longas cabeleiras, as versões da Disney criam deslizes conservadores que aderem imediatamente ao cânone da cultura popular: hoje o mundo inteiro continua acreditando que Pocahontas e John Smith se apaixonaram dando corridinhas daqui para lá e ouvindo um lobo uivar para a lua azul. É o momento de revelar a mentira que temos ouvido a vida toda: uma mentira muito bonita, mas mentira e ponto. Na imagem, um dos casos, ‘Aladdin’.
Dos 57 clássicos da Disney, apenas 11 têm roteiro original. Só há uma coisa que a fábrica dos sonhos gosta mais do que de adaptar histórias clássicas: inventar praticamente tudo. Para além das canções, dos animais falantes e das longas cabeleiras, as versões da Disney criam deslizes conservadores que aderem imediatamente ao cânone da cultura popular: hoje o mundo inteiro continua acreditando que Pocahontas e John Smith se apaixonaram dando corridinhas daqui para lá e ouvindo um lobo uivar para a lua azul. É o momento de revelar a mentira que temos ouvido a vida toda: uma mentira muito bonita, mas mentira e ponto. Na imagem, um dos casos, ‘Aladdin’.