Chelsea Manning publica primeira foto no Twitter depois de sair da prisão

Ex-analista militar submeteu-se a um tratamento hormonal para a transição de gênero, enquanto estava presa; na imagem aparece maquiada e de cabelo curto

Chelsea Manning.
Chelsea Manning.Twitter

Chelsea Manning não era vista desde que entrou na prisão, isto é, desde que se chamava Bradley. Na quarta-feira, a ex-analista militar saiu da prisão de Kansas depois de sete anos de reclusão – condenada por ter realizado o maior vazamento de dados secretos dos Estados Unidos –, período durante o qual foi submetida a um tratamento hormonal de mudança de gênero. No dia em que saiu, postou em sua conta do Twitter uma fotografia de seus pés, calçados em tênis de lona preta, com a mensagem “Primeiros passos em liberdade!”, mas na quinta-feira foi possível vê-la em uma fotografia de meio corpo em que aparece ligeiramente maquiada, de lábios vermelhos e cabelo curto. “Ok, aqui estou”, disse no tuíte.

Mais informações

Manning foi condenada a 35 anos de prisão, mas Barack Obama comutou a pena em uma das últimas – e mais polêmicas – decisões de sua presidência. Apenas um dia depois daquela condenação, em 2013, a ex-analista de inteligência transmitiu esta declaração por meio de seu advogado: “Em meu processo de transição para a próxima fase da minha vida quero que todos saibam quem realmente sou. Sou Chelsea Manning. Sou uma mulher. Pois é como me sinto agora e como me senti desde a infância. Quero começar a terapia hormonal assim que for possível. Peço também que a partir de agora se dirijam a mim usando o pronome feminino (exceto para o correio oficial enviado para o centro penitenciário)”.

O Pentágono concordou em fornecer à soldado Manning o tratamento necessário para a mudança de sexo. O Exército permitiu que ela usasse roupa íntima feminina e se maquiasse, mas não podia deixar o cabelo crescer. A dela em imagem preto e branco que normalmente é publicada, com uma peruca, é uma fotografia anterior à prisão. Enquanto cumpriu a pena, em uma penitenciária masculina, se queixou que as condições de detenção não permitiam realizar a transição e tentou o suicídio duas vezes no ano passado.

O vazamento de Manning causou um furacão nos Estados Unidos, que deixou em evidência sua segurança e mostrou as costuras de sua diplomacia, além de ter impulsionado o Wikileaks como verdadeiro fenômeno global. Obama justificou a comutação da pena pelo arrependimento da soldado e pela longa duração da condenação. Na quarta-feira à tarde, horas após ter sido colocada em liberdade, ela publicou uma nova foto em que é vista brindando com outras pessoas: “Pela liberdade por um novo começo”, diz.

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS
Logo elpais

Você não pode ler mais textos gratuitos este mês.

Assine para continuar lendo

Aproveite o acesso ilimitado com a sua assinatura

ASSINAR

Já sou assinante

Se quiser acompanhar todas as notícias sem limite, assine o EL PAÍS por 30 dias por 1 US$
Assine agora
Siga-nos em: