Seleccione Edição
Login

Vídeo mostra o atentado de Londres e uma mulher caindo no Tâmisa

Trata-se de uma jovem romena que estava no Reino Unido com o namorado para comemorar o aniversário dele. Seu estado é muito grave

Fotograma do vídeo que recolhe o momento do ataque na ponte de Westminster.

A emissora britânica BBC divulgou um vídeo no qual se vê parte do atentado terrorista desta quarta-feira em Londres, em que três pessoas foram mortas e outras 40 ficaram feridas por um terrorista que morreu alvejado pela polícia. As imagens, embora gravadas a grande distância, permitem observar um veículo que atravessa a grande velocidade a ponte de Westminster e atropela uma multidão. Uma das pessoas atacadas pelo jipe cinza cai nas frias águas do Tâmisa. Seu nome é Andreea Cristea, uma jovem romena que fazia turismo na capital britânica com o seu namorado e permanece internada em estado muito grave, segundo o embaixador da Romênia no Reino Unido, Dan Mihalache.

O primeiro-ministro romeno, Sorin Grindeanu, disse que a mulher, de 30 anos, está hospitalizada e foi operada após sofrer lesões cerebrais e num pulmão. Seu namorado, Andrei Burnaz, também romeno, de 31 anos, sofreu várias fraturas numa perna, mas já teve alta.

A jovem é atendida por transeuntes após ser resgatada das águas do rio Tâmisa depois do atentado
A jovem é atendida por transeuntes após ser resgatada das águas do rio Tâmisa depois do atentado AP

O casal – ela arquiteta, ele engenheiro – é originário da Constança (na costa romena do mar Negro) e havia ido a Londres para comemorar o aniversário dele e o seu iminente casamento, disse o embaixador à emissora romena Realitatea TV.

Ainda não se sabe se a jovem se atirou nas águas gélidas do Tâmisa para se salvar de ser atropelada pelo terrorista ou se caiu por causa do ataque. “A mulher foi retirada da água e atendida pelos médicos. Partimos do princípio de que caiu ou saltou da ponte”, declarou a Autoridade Portuária de Londres depois do atentado. Steve Voake, uma testemunha dos fatos, de 55 anos, disse ter visto um corpo “na água, rodeado de sangue”.

MAIS INFORMAÇÕES