Erro de programação dá acesso a todas as páginas de Internet da Coreia do Norte

O país asiático conta apenas com 28 websites

Kim Jong Un em um programa informativo de televisão.
Kim Jong Un em um programa informativo de televisão.Ahn Young-joon / AP

GitHub, uma plataforma para hospedar e desenvolver colaborativamente projetos de software, conseguiu ter acesso à rede de internet da Coreia do Norte, um dos países mais herméticos do mundo, devido a um erro do país. Os norte-coreanos só contam com 28 sites na Internet. Deles, um é uma página de receitas, outro é a agência de notícias oficial do país e outra parece uma rede social. Desses 28 sites, há muitos que ninguém conseguiu acessar.

Mais informações

O GitHub explicou na segunda-feira passada, dia 19 de setembro, em um comunicado que “um dos servidores de primeiro nível da Coreia do Norte foi configurado acidentalmente para permitir transferências globais”. Essa transferência é um mecanismo para replicar bases de dados por meio de um conjunto de servidores DNS. O GitHub explica que a falha permite obter uma cópia de dados de alto nível de servidores do país para quem fizer uma solicitação mediante um código específico.

O comunicado explica que a falha foi detectada por um dos mecanismos da plataforma que se dedica a analisar as transferências na região. “Isso nos dá uma melhor ideia dos domínios da Coreia do Norte e DNS de nível superior”, conclui o comunicado. Com ele, o GitHub oferece uma lista completa dos 28 websites que existem na Coreia do Norte.

Mais informações

O mais visto em ...

Top 50