Seleccione Edição
Login

Marta encosta em Russomanno e Doria salta 11 pontos na disputa em SP

Datafolha após início do horário na TV aponta acirramento da corrida com duplo empate técnico

A primeira pesquisa feita pelo Datafolha em São Paulo depois que o horário eleitoral começou mostra o acirramento da disputa. Celso Russomanno (PRB), que liderava isolado, perdeu a vantagem sobre os demais candidatos ao mesmo tempo em que Marta Suplicy (PMDB) e João Doria (PSDB) subiram nas intenções de voto.

O candidato do PSDB, João Doria.
O candidato do PSDB, João Doria.

O levantamento aponta para um empate técnico entre os três candidatos, no limite da margem de erro da pesquisa, que é de três pontos. João Doria subiu de 5% para 16% - considerando a margem de erro pode estar entre 13% e 19% - encostando em Marta Suplicy, que cresceu de 16% para 21%. A peemedebista, por sua vez, poderia se encontrar entre 19% e 24%, também estando empatada tecnicamente com Celso Russomanno, que caiu de 31% para 26%.

O prefeito Fernando Haddad (PT) passou de 8% para 9%, mantendo empate técnico com Luiza Erundina (PSOL), que caiu de 10% para 7%.

Nas simulações de segundo turno, a pesquisa aponta que Russomanno ganharia em todos os cenários. Mostra também que Haddad perderia em todas as simulações. João Doria só ganharia do petista, e perderia de todos os outros adversários.

Rejeição

Além de Celso Russomanno ter perdido parte das intenções de votos ele e Luiza Erundina foram os únicos a ter o índice de rejeição aumentado: 21% dos eleitores disseram que não votariam no candidato do PRB, ante 18%. Já a candidata do PSOL é rejeitada por 26%, ante 25% em agosto.

Embora a rejeição de Fernando Haddad tenha registrado queda, ele ainda é o candidato com a maior rejeição: 46% dos entrevistados disseram que não votariam no petista, contra 49% medido em agosto. Marta tem 29%, ante 32% em agosto. No caso de Doria, 20% não votariam nele. Em agosto, a rejeição do tucano era de 22%.

Major Olímpio (SD) se manteve com 2%. Levy Fidelix (PRTB) e João Bico (PSDC) registraram 1% cada. Ricardo Young (Rede), Henrique Áreas (PCO) e Altino (PSTU) foram citados, mas não pontuaram.

A pesquisa foi realizada no dia 8 de setembro com 1.092 pessoas.

MAIS INFORMAÇÕES