Espaços naturais

Obama cria no Havaí a maior reserva natural do mundo

A decisão foi tomada para preservar uma área com mais de 7.000 espécies marinhas

Peixes coloridos de recife em Papahãnaumokuakea. UNESCO / VÍDEO: REUTERS-QUALITY (reuters_live)

O presidente Barack Obama decretou nesta sexta-feira a criação da maior reserva natural do planeta, em uma região localizada ao nordeste do Havaí, onde ele nasceu. A decisão quadruplica a área do Monumento Nacional de Papahãnaumokuakea, criado em 2006 por George W. Bush, e abrange, no total, mais de 1,5 milhão de quilômetros quadrados de terra e mar. A medida impõe a proibição da pesca comercial na área protegida e obriga a que qualquer pesquisa científica que implique a retirada de algum exemplar da região tenha de ter autorização prévia para tanto.

Mais informações

O anúncio feito pela Casa Branca coincide com a comemoração, nesta semana, do centenário dos Parques Nacionais dos Estados Unidos, e reitera os esforços de Obama no sentido de reagir aos desafios colocados pela mudança climática. Seu decreto presidencial se soma a outras decisões semelhantes, com as quais o presidente decretou o estatuto de área protegida para mais de 2,2 milhões de quilômetros quadrados de terra e mar, uma área mais do que duas vezes superior à preservada por alguma decisão de qualquer um de seus antecessores.

“A proteção do meio ambiente marinho diz respeito aos interesses de todos”, afirma Obama. O presidente democrata, que intensificou suas iniciativas nos últimos anos no contexto da luta contra os efeitos da mudança climática, é o sétimo presidente a adotar alguma medida para preservar esse arquipélago, segundo o jornal The Washington Post.

A nova zona protegida, o Monumento Nacional de Papahānaumokuākea, tem três vezes o tamanho de Espanha

O anúncio precede a viagem que Obama fará na semana que vem ao Havaí, onde participará do Congresso Mundial da Natureza, organizado em Honolulu pela União Internacional pela Conservação da Natureza. Em comunicado, a Casa Branca afirma que, além de contribuir para a preservação da região e das espécies que vivem nela, trata-se de uma área considerada sagrada pela população nativa do Havaí.

A reserva natural decretada por Obama tem área equivalente a três vezes o território da Espanha e supera a de todos os parques nacionais norte-americanos juntos. Além disso, conta com a maior população de aves marinhas do mundo, com mais de 14 milhões de exemplares de 22 espécies. Ali foi descoberto, recentemente o animal vivo mais longevo do planeta, um coral de 4.500 anos, assim como seis montes submarinos onde vivem mais de 7.000 espécies marinhas.

Nas últimas décadas, a comunidade científica vem argumentando que as espécies marinhas –tanto as que já são conhecidas quanto as que ainda estão por ser descobertas—poderiam ser beneficiadas com a adoção de ações maiores de preservação, como a anunciada nesta sexta-feira por Obama, para lutar contra os efeitos da mudança climática. Segundo a revista National Geographic, um quarto das espécies que vivem nessa reserva natural não existem em nenhum outro lugar do planeta.

Debido a las excepcionales circunstancias, EL PAÍS está ofreciendo gratuitamente todos sus contenidos digitales. La información relativa al coronavirus seguirá en abierto mientras persista la gravedad de la crisis.

Decenas de periodistas trabajan sin descanso para llevarte la cobertura más rigurosa y cumplir con su misión de servicio público. Si quieres apoyar nuestro periodismo puedes hacerlo aquí por 1 euro el primer mes (a partir de junio 10 euros). Suscríbete a los hechos.

Suscríbete