eleições nos estados unidos

Michael Bloomberg apoiará Hillary Clinton na convenção democrata

Ex-prefeito de Nova York, que pensou em se candidatar à presidência, apoiou Obama em 2012

O prefeito de Nova York, Michael Bloomberg.
O prefeito de Nova York, Michael Bloomberg.Jessica Rinaldi (Reuters)

MAIS INFORMAÇÕES

O ex-prefeito de Nova York e magnata da comunicação Michael Bloomberg apoiará Hillary Clinton nesta semana em um discurso na convenção democrata da Filadélfia.

Bloomberg pensou em se candidatar às eleições de novembro como terceiro candidato independente. No passado, se afiliou aos democratas e aos republicanos. Pode ajudar Clinton a conquistar os votos dos eleitores de centro e republicanos moderados que veem com ceticismo a possibilidade de que outro magnata nova-iorquino, o candidato republicano Donald Trump, chegue à Casa Branca.

Os Clinton estão em uma órbita geográfica (Nova York) e ideológica (pragmatismo centrista) semelhante à de Bloomberg

Trump foi um incentivo para que Bloomberg apoiasse Clinton. Ele criticou o republicano, entre outras coisas, por suas posições sobre a imigração. Os Clinton estão em uma órbita geográfica (Nova York) e ideológica (pragmatismo centrista) semelhante à de Bloomberg. A notícia de sua presença na convenção foi comunicada ao The New York Times por Howard Wolfson, assessor de Bloomberg. Wolfson foi o chefe de comunicações de Hillary Clinton em sua malsucedida campanha à presidência em 2008.

O apoio de Bloomberg a Clinton não é uma surpresa. Em 2012, ele apoiou o presidente democrata Barack Obama em sua campanha à reeleição. O oponente de Obama à época era Mitt Romney.

O convite a Bloomberg para participar da convenção demonstra a necessidade de Clinton de lidar com várias situações simultâneas. Ao mesmo tempo em que se aproxima da ala progressista do senador socialista Bernie Sanders, também deve buscar o apoio dos moderados com figuras como Bloomberg, identificadas com o poder financeiro.

Bloomberg foi prefeito de Nova York entre 2002 e 2013. Foi o sucessor de Rudy Giuliani, um dos principais oradores da convenção republicana na semana passada. Seu sucessor, o democrata Bill de Blasio, chegou à prefeitura com duras críticas à gestão de Bloomberg e às desigualdades econômicas na cidade.

Arquivado Em: