X
Privacidad y Cookies

Utilizamos Cookies propias y de terceros para ofrecer un mejor servicio y experiencia de usuario.

¿Permites el uso de tus datos privados de navegación en este sitio web?

Uruguai: dois Mundiais, quatro estrelas

FIFA reconhece os Jogos Olímpicos de 1924 e 1928 como Copas do Mundo

Luis Suárez em partida do Uruguai. EFE

A história do futebol não se entende sem a história da seleção do Uruguai. A Celeste foi a anfitriã e vencedora da primeira Copa do Mundo, em 1930, e é a rainha da Copa América, com 15 títulos, um a mais do que a Argentina. Quatro estrelas no peito, o símbolo que distingue os campeões mundiais, brilham hoje nas camisas de Luis Suárez, Cavani e Godín. Quatro? Se o Uruguai ganhou dois Mundiais, o inaugural em 1930 e o mais famoso de todos, o Maracanazo de 1950 no Brasil...

Por que o Uruguai estampa quatro estrelas se ganhou duas Copas do Mundo? A resposta tem origem em 1924. Naquele ano, o Congresso da FIFA concordou em organizar os Torneios Olímpicos de Futebol, com uma exigência especial. "Uma vez que os Torneios Olímpicos de Futebol sejam realizados de acordo com os regulamentos da FIFA, esta reconhecerá este torneio como um campeonato mundial de futebol", diz um documento do arquivo histórico do organismo máximo da modalidade. Ou seja, o campeão olímpico também seria considerado campeão do mundo pela FIFA. Isso aconteceu nos próprios Jogos de 1924, realizados em Paris. O Uruguai venceu a final por 3 x 0 contra a Suíça. E repetiu o ouro quatro anos mais tarde, nos Jogos de Amsterdã: 2 x 1 na Argentina.

O sucesso destes torneios foi tamanho que a Fifa quis então realizar seus próprios Mundiais. O presidente Jules Rimet levou a proposta em frente. Assim, no congresso de 26 de maio de 1928, realizado em Amsterdã, ficou decidido que se organizaria uma competição à parte entre as melhores seleções do planeta. Assim nasceu a Copa do Mundo.

O Uruguai era a potência da época. Havia vencido os Jogos Olímpicos duas vezes seguidas, e ganharia também durante essas décadas seis das primeiras 10 edições da Copa América. Desse modo, recebeu o encargo de organizar a primeira Copa do Mundo em 1930, também coincidindo com o centenário da sua Constituição. Devido à longa viagem, e da necessidade de prescindir de seus melhores jogadores durante dois meses, apenas quatro times europeus (Bélgica, França, Iugoslávia e Romênia) enviaram suas equipes. O Uruguai foi o campeão novamente (4 x 2 sobre a Argentina na final), mas, como resposta pelo desprezo europeu, renunciou a defender o título na Copa do Mundo seguinte, na Itália, em 1934.

Voltaria a ganharia no Maracanã em 1950. Sua quarta estrela, duas delas olímpicas. É o mesmo número de distinções de Itália (1934, 1938, 1982 e 2006) e da Alemanha (1954, 1974, 1990 e 2014), mas apenas o Uruguai pode desfrutar dessa circunstância especial porque a FIFA só deu status de campeão do mundo aos vencedores dos Jogos de 1924 e 1928. A organização internacional especifica nos seus regulamentos sobre equipamentos de jogos que os campeões mundiais podem estampar uma estrela de cinco pontas em suas camisas. O Uruguai orgulhosamente tem quatro.