Susan Sarandon

Susan Sarandon: ‘Não tenho nada de bom a dizer sobre Woody Allen’

A atriz insiste nas acusações contra o cineasta: "Acredito que ele abusou sexualmente de uma criança"

Susan Sarandon, durante o ato em Cannes 'Women In Motion'.
Susan Sarandon, durante o ato em Cannes 'Women In Motion'.Vittorio Zunino Celotto (Getty Images for Kering)

Mais informações

A atriz norte-americana Susan Sarandon criticou duramente Woody Allen neste domingo por supostos abusos que o cineasta cometeu sobre sua filha adotiva Dylan quando esta era uma menina, acusação que o diretor sempre negou e que nunca foi provada num tribunal. “Não tenho nada de bom a dizer sobre ele”, afirmou.

“Acredito que abusou sexualmente de uma criança e não acho que isso seja certo”, disse a atriz durante um fórum organizado pela revista Variety e o grupo francês de marcas de luxo Kering, dentro do programa Women In Motion, realizado em paralelo e em colaboração com o Festival de Cinema de Cannes.

A atriz foi chamada a comentar as afirmações que Allen fez nesta semana a respeito de não dispor de material para fazer um filme sobre uma mulher idosa que se apaixona por um homem mais jovem.

Sarandon participou no domingo, ao lado de Geena Davis, de uma conversa, pois as duas atrizes – que protagonizaram em 1991 o inesquecível Thelma e Louise – foram escolhidas nesta segunda edição do programa para receber o prêmio Women In Motion por sua “exemplar contribuição à indústria do cinema e à causa das mulheres”. A protagonista de Atlantic City e Os Últimos Passos de um Homem acrescentou sobre o assunto Allen: “Não quero falar mais sobre isso”.

Na quarta-feira, Allen abriu o Festival de Cannes com o filme Café Society, no mesmo dia que seu filho Ronan Farrow –o único biológico que teve de sua união com Mia Farrow– voltou a atacá-lo publicamente por ter supostamente abusado de sua irmã, fatos que prescreveram e pelos quais o cineasta nunca foi julgado.