Reino Unido

Rainha Elizabeth II completa 90 anos e celebrações se estenderão por meses

Elizabeth II torna-se a primeira rainha nonagenária da história do Reino Unido

Elizabeth II em visita a uma agência de correios na quarta-feira. A. Rain / REUTERS (reuters_live)

É todo um acontecimento fazer 90 anos. Mais ainda quando, como é o caso da rainha da Inglaterra, a data é comemorada várias vezes no ano. Elizabeth II torna-se, nesta quinta-feira, a primeira rainha nonagenária da história do Reino Unido, mas seu aniversário oficial será um sábado de junho. A decisão foi tomada em 1748 por George II, que nasceu em 25 de outubro e achou que não fazia muito sentido a chuva e o frio arruinarem sistematicamente tão significativa celebração nacional. Mas a coisa não acaba por aí.

Mais informações

Desde então, cada território do Império Britânico e da Commonwealth colocou o aniversário da rainha onde lhe parecia mais conveniente. No Canadá, é comemorado na segunda-feira anterior ao 25 de maio. Na Austrália, a coisa não é tão simples: em quase todo o país cai na segunda segunda-feira de junho. Mas o Estado de Queensland decidiu festejá-lo a primeira segunda-feira de outubro e o da Austrália Ocidental, em 26 de setembro. No arquipélago de Tristão da Cunha, no Atlântico sul, a rainha aniversário na terceira segunda-feira de abril. Nas ilhas Turks e Caicos, em 14 de junho; em Santa Lúcia, no dia 17; em Santa Helena, no dia 20. Já em São Cristóvão e Nevis a data muda a cada ano.

Até para a monarca mais longeva da história da Inglaterra, que parece gozar de ótima saúde, a celebração promete ser extenuante.

As pompas, de fato, começaram na quarta-feira, quando a rainha se juntou às celebrações de outra instituição britânica que também fazia aniversário: o Royal Mail, serviço postal britânico, completou 500 anos. Acompanhada do marido, o duque de Edimburgo, Elizabeth II compareceu à agência de correios de Windsor para cumprimentar os funcionários, a quem pediu desculpas por dar mais trabalho nesta semana com as felicitações de seu próprio aniversário.

Embora as principais celebrações estejam programadas para maio e junho, a agenda da rainha nesta quinta-feira também está cheia. Primeiro inaugura, em Windsor, um itinerário de 6,3 quilômetros que conecta 63 pontos de interesse da localidade, em honra aos 63 anos de reinado que fizeram de Elizabeth II, em 9 de setembro, a monarca que mais tempo reinou na história do país. À tarde a rainha, acompanhada do duque de Edimburgo, do príncipe de Gales e da duquesa da Cornualha, acenderá o primeiro de uma série de mil faróis que se iluminarão pelo país e pelo mundo como gigantescas velas de aniversário A celebração mais particular acontecerá na noite de quinta-feira, com um jantar em família organizado no castelo de Windsor por seu primogênito, o príncipe Charles. Participarão os duques de Cambridge e o príncipe Henry, entre muitos outros. Haverá mais convidados que no Natal, segundo uma fonte citada pelo Times, e Charles deve fazer um discurso.

Até para a monarca mais longeva da história da Inglaterra, que parece gozar de ótima saúde, a celebração promete ser extenuante

O próprio príncipe de Gales decidiu ser o primeiro a felicitar a mãe pelas ondas do rádio. Juntando o 90º aniversário real e o 400º aniversário da morte de William Shakespeare, o herdeiro lerá uma passagem da peça Henrique VIII de Shakespeare que será transmitida pelo World Service da BBC e no noticiário Today, da Radio 4, que a rainha ouve toda manhã.

Na sexta-feira a rainha provavelmente receberá a felicitação do presidente Barack Obama, em visita oficial, a quem oferecerá um almoço privado em Windsor. E aí termina a festa, pelo menos no Reino Unido, até 12 de maio, quando começará a primeira das duas grandes celebrações oficiais do aniversário.

Se toda esta atividade acabar cansando a rainha, ou até mesmo parte de seus súditos, que ninguém se preocupe: o comitê de festejos pensou em tudo. Durante as cerimônias do fim de semana de 10 e 11 de junho, os britânicos poderão afogar suas mágoas em cerveja por algumas horas a mais que o habitual. Foi o primeiro-ministro quem anunciou aos deputados em 23 de março: “Ampliaremos os horários de funcionamento dos pubs para marcar o 90º aniversários de Sua Majestade”.