Champions League

Real Madrid vence o Wolfsburg e vai à semi da Champions League

Cristiano Ronaldo deu show e marcou os três gols da vitória do time espanhol com resultado de 3 a 0

Cristiano Ronaldo comemora gol do Real Madrid.
Cristiano Ronaldo comemora gol do Real Madrid.Francisco Seco (ap)

O Real Madrid teve uma noite mágica contra o Wolfsburg. Em duelo válido pelas quartas de final da Champions League, reverteu a desvantagem de 2 a 0 da partida de ida na Alemanha ao vencer  por 3 a 0 (veja os gols no minuto a minuto abaixo) no Santiago Bernabéu, com três gols de Cristiano Ronaldo. O resultado classificou o Real para a semifinal do torneio pela sexta temporada seguida. De quebra, o português ainda se isolou ainda mais na artilharia da Champions. São impressionantes 16 gols em 10 jogos nesta edição, oito gols a mais que Suárez (Barcelona) e Lewandowski (Bayern de Munique), os vice-artilheiros. A equipe igualou o Bayern de Guardiola como o melhor ataque da competição, com 26 gols marcados. 

Se a festa foi grande depois do jogo, antes do apito inicial a torcida já havia mostrado aos jogadores que, se preciso, os levariam nas costas até o gramado. Uma recepção incrível foi preparada para a equipe do lado de fora do Bernabéu. Fogos, bandeiras e músicas mostraram que a atmosfera estava diferente do que geralmente se vê por ali. A empolgação era tanta que a certeza de que a virada seria possível contagiou os atletas logo no começo do jogo. E assustou os atletas do Wolfsburg, que não souberam lidar com a pressão de eliminar uma das melhores equipes do mundo e ficar entre os quatro melhores times da Europa.

Empurrado pelo ambiente favorável, o Real se aproveitou da fragilidade do rival. Logo aos 14 minutos, a zaga do time alemão falhou. Uma bola cruzada por Carvajal atravessou toda a área e encontrou Cristiano Ronaldo na segunda trave. Livre, ele empurrou para a rede e deixou ainda mais próximo o sonho de reverter a desvantagem. Apenas dois minutos depois veio o segundo, com os jogadores do Wolfsburg ainda atordoados. Kroos cobrou escanteio, Ronaldo subiu e desviou de cabeça. Era a igualdade, que aliviava mas não era suficiente, já que o resultado de 2 a 0 levaria a partida para a prorrogação. Um gol do Wolfsburg naquela altura obrigaria a equipe espanhola a marcar mais dois. Todo o cuidado era pouco para o time de Zidane. Só que aos 31 minutos, a sorte sorriu de vez para o Real. Draxler, grande estrela dos alemães, sentiu lesão e teve que ser substituído. A história se desenhava melhor do que o mais fanático madrilenho poderia esperar.

No segundo tempo, o Wolfsburg tinha pouco a perder e buscou mais o jogo. Recuperado do choque inicial, criou boas chances com Schurrle e Bruno Henrique, que pecaram nas finalizações. Diante da pontaria ruim do rival, faltava apenas um gol para que a festa fosse completa em Madri. E ele veio novamente dos pés de um dos maiores ídolos da história do clube. Aos 31 minutos. Modric roubou a bola no ataque e foi derrubado por Luiz Gustavo na entrada da área. Cristiano Ronaldo bateu, a barreira pulou, a bola passou no pequeno espaço que se abriu entre Naldo e Guilavogui e só parou nas redes do goleiro Benaglio: 3 a 0. Benaglio ainda fez defesas espetaculares e evitou mais dois gols do Real. No fim, festa completa em Madri. Sexta semifinal seguida da equipe, a primeira de Zidane como treinador.

No outro jogo do dia, o Manchester City também fez história. Venceu o PSG por 1 a 0, em Manchester, e se classificou pela primeira vez para a semifinal da Champions League.

Veja como contamos Real Madrid 3x0 Wolfsburg no minuto a minuto:

Arquivado Em: