Gente

Olivia Newton-John, abalada pela reaparição do ex-namorado após 11 anos

Filha da atriz conta que sua mãe nunca achou que Patrick McDermott pudesse estar vivo

Olivia Newton-John e seu ex-namorado Patrick McDermott.

“É devastador.” Assim Chloe Lattanzi, filha de Olivia Newton-John, descreveu a aparição do ex-namorado da sua mãe após 11 anos sem que seu paradeiro fosse conhecido. “Ela não podia acreditar que estivesse vivo depois de tanto tempo”, relatou a filha da atriz. Patrick McDermott desapareceu durante um passeio de barco pela costa californiana e foi encontrado pelo programa Dateline, da NBC, na pequena localidade mexicana de Sayulita, perto de Puerto Vallarta, na companhia da sua atual namorada, uma jovem alemã.

Chloe fez as declarações à revista New Ideia. “É realmente devastador. Foi difícil para nós. É duro, nós perdemos alguém”.

Olivia Newton-John e John Easterling, o magnata com quem se casou depois do desaparecimento de McDermott.
Olivia Newton-John e John Easterling, o magnata com quem se casou depois do desaparecimento de McDermott.

Em 2009, um investigador contratado para procurá-lo achou seus rastros em Puerto Vallarta, no Estado de Jalisco, no leste do México. Essa pista permitiu a uma emissora de TV o localizasse em Nayarit, também no México, mas o homem se negou a falar e pediu que parassem de ir atrás dele.

A atriz australiana, que ganhou fama com John Travolta no filme Grease, nos Tempos da Brilhantina, havia criado um site para localizar McDermott. Em 2008, após três anos de buscas, o homem foi declarado oficialmente morto, e Olivia se casou em segredo na selva peruana com o magnata e guru da saúde John Easterling.

Meses depois de McDermott ser visto pela última vez na embarcação pesqueira chamada Liberdade, a agência de notícias Associated Press (AP) revelou que esse eletricista estava endividado e envolvido numa disputa judicial com sua ex-mulher, Yvette Nipar, por causa do não pagamento de pensão ao filho do casal. Segundo os documentos obtidos pela AP, o homem, que residia em Los Angeles, se declarou falido em 2000 por dever mais de 30.000 dólares (109.430 reais, pelo câmbio atual) a diversos credores. Após ser declarado morto, seu filho recebeu 100.000 dólares de um seguro de vida que McDermott lhe deixou.

Agora, 11 anos depois, o paradeiro de McDermott – de origem coreana e atualmente com 59 anos – foi revelado por um grupo de investigadores contratados pelo Dateline. Os primeiro detetives localizaram direções de IP em Puerto Vallarta que seguiam de forma frequente as notícias relacionadas a Patrick. Essa pista os guiou até as praias de Sayulita, em Nayarit, e assim conseguiram localizá-lo. O homem disse que não dará declarações e pediu que parem de procurá-lo.

Arquivado Em: