A incrível história dos aposentados que realizaram o maior roubo de joias da Inglaterra

Os autores do roubo de Hatton Garden conhecerão sua sentença nesta segunda-feira

Collins, Jones, Perkins e Reader, autores confessos do roubo.
Collins, Jones, Perkins e Reader, autores confessos do roubo.Metropolitan Police

MAIS INFORMAÇÕES

Atenção, roteiristas: eis aqui um material de primeira. Não se trata apenas, como se afirma no processo, do maior roubo de joias da história da Inglaterra. O caso de Hatton Garden é uma tragicomédia sobre a inevitabilidade do destino. Um thriller sobre o ofício de cometer crimes. Uma lembrança do uso de meia-calça na cabeça para ocultar o rosto em tempos de hackers. Uma fábula, enfim, sobre o fim de uma época. Na Semana Santa de 2015, um grupo de aposentados entrou em uma câmara blindada no bairro dos diamantes de Londres e levou consigo um butim de 18 milhões de euros (cerca de 80 milhões de reais). Nesta segunda-feira, os autores do crime receberão a sua sentença. É um bom momento para reunir os elementos para um filme sobre o último grande roubo da velha escola.

1. Os personagens. Brian Reader, conhecido como o Professor, tem 76 anos e uma longa ficha criminal. Não levanta a cabeça desde a morte da esposa, sete anos atrás, e preenche páginas e páginas de palavras cruzadas com o seu nome de batismo. Terry Perkins, que comemoraria os seus 67 anos dentro da caixa de depósitos de Hatton Garden, comemorou os 35 em um outro roubo, pelo qual cumpriu 22 anos de prisão. John Collins, 74, descrito por um cúmplice como “o homem com a cabeça mais dura e o coração mais mole de Londres”, tinha como tarefa manter a vigilância durante o roubo, mas adormeceu. E Danny Jones, 58, um excêntrico e habituado a se vestir com a túnica da mãe e usar um gorro turco. Ele se preparou para a ação com o livro Medicina legal para dummies. Os quatro confessaram o crime. Outros cinco foram culpados por diferentes participações. Dentre eles, Billy o Peixe, de 60 anos, motorista da quadrilha, que tem duas próteses de bacia e sofre de incontinência urinária. Ao ser preso, urinou. Dúvidas quanto ao elenco para o filme? Não se preocupem: Michael Caine já anunciou que adoraria participar dele.

O buraco aberto pelos ladrões de Hatton Garden.
O buraco aberto pelos ladrões de Hatton Garden. (REUTERS)

2 A ação. Noite. Os homens descem pelo fosso do elevador até o porão de um edifício de Hatton Garden. Depois de três anos de reuniões em um pub no norte de Londres, chegou a hora da verdade. Eles desativam as portas de segurança. Um alarme toca, mas é Sexta-feira Santa e a polícia não faz nada. Abrem um buraco na parede de concreto com uma enorme broca industrial, mas se deparam com a parte de trás, metálica, dos cofres. Tentam furá-la, em vão. Às oito horas da manhã, deixam o local de mãos vazias. Reader, nervoso demais, decide não voltar. No dia seguinte, os outros voltam ao local para tentar de novo. E dessa vez conseguem. Abrem 73 cofres e levam as joias. Às 6h44 do domingo 5 de abril, deixam o local.

3 A investigação. Dia. A polícia encontra dois sacos com joias em um cemitério no norte de Londres. Por algum motivo, Jones decidiu esconder a sua parte na sepultura de seu sogro. Partes do butim foram aparecendo aos poucos, mas ele ainda não foi totalmente recuperado. A quadrilha foi presa no dia 19 de maio em uma série de buscas realizadas pela polícia, com mais de 200 agentes. Eles não deixaram rastros físicos, mas não contavam com as técnicas modernas de investigação criminal. Leitores de placas de veículos, câmeras, microfones. Horas de conversas gravadas denunciaram os ladrões. “Esta será a minha aposentadoria”, comentou um deles. “Se nos pegarem, pelo menos poderemos sair de cabeça erguida, pois aplicamos o nosso último golpe”, acrescentou outro. Como disse o investigador que comandou o caso, “eram criminosos analógicos atuando em um mundo digital”. No ano 2000, houve 300 roubos de bancos no Reino Unido; no ano passado, menos de 90. Enquanto isso, 3,8 milhões de pessoas foram vítimas de fraudes online.

4 Sequências. Desculpem: esse filme já está em andamento. O anúncio foi feito pela empresa Metrodome. O título é O golpe de Hatton Garden e o produtor garante que tudo já está “na fase final da consultoria jurídica”. Mas não se preocupem e anotem este spin off: há um outro integrante da quadrilha que está foragido. Ele se chama Basil e aparece nas imagens de segurança portando uma peruca vermelha. Segundo testemunhas dos réus, trata-se de um ex-policial, que teve um papel central em toda a ação.

De nada.

Arquivado Em: