Polêmica com a atriz

A ‘conexão tequila’ entre Kate del Castillo e El Chapo

Autoridades investigam se líder do cartel de Sinaloa concretizou participação em empresa da atriz

Kate del Castillo.
Kate del Castillo.

Mais informações

O recapturado narcotraficante Joaquín Guzmán Loera pode ter feito investimentos na tequila comercializada pela atriz Kate del Castillo. As autoridades mexicanas revelaram que investigam se o líder do cartel de Sinaloa concretizou sua participação na empresa que produz o destilado Honor del Castillo e se destinou recursos ao produto. Caso isso se confirme, a mexicana estará envolvida no crime de lavagem de dinheiro. Por enquanto, a Procuradoria Geral da República (PGR) já pediu o depoimento da estrela de novelas.

A atriz da série A Rainha do Tráfico registrou a marca de tequila em 19 de setembro de 2014 no Instituto Mexicano da Propriedade Industrial. Um mês antes de realizar o trâmite se iniciou a troca de cartas e mensagens de texto com o chefão de Sinaloa. Nessas datas, El Chapo ainda estava preso na cadeia de Altiplano. As conversas continuaram, assim como os encontros secretos. Em uma reunião de Kate com o advogado Andrés Granados em 27 de outubro de 2015 na Cidade do México, membros da inteligência do Governo mexicano monitoraram os dois sem que eles percebessem. Tiraram fotos e vídeos que foram divulgados pelo jornal El Universal. Supostamente o encontro era para falar de “negócios”.

No México a promotora geral Arely Gómez confirmou que a atriz é investigada pelo crime de lavagem de dinheiro

A empresa que produz a marca da bebida é a Tequila Honor LLC e tem sua sede em Delaware, Estados Unidos. Os registros governamentais da empresa nos EUA revelam que é uma companhia de responsabilidade limitada criada em 10 de setembro de 2014. O produto é destinado à população hispânica dos EUA e foi lançado oficialmente pela atriz em 20 de novembro de 2015.

Para as autoridades mexicanas não é uma coincidência que a empresa de tequila tenha sede em Delaware. Segundo os relatórios de inteligência elaborados pelo Governo do México, El Chapo Guzmán buscava investir parte de seus recursos financeiros oriundos de suas atividades ilícitas em uma empresa com operações legais neste Estado, de acordo com a imprensa local. Por isso, se investiga se concretizou sua participação na empresa da atriz mexicana.

Outro dos indícios recolhidos pela promotoria mexicana (PGR) são as conversas da atriz com Andrés Granados, advogado do traficante. Em um dos diálogos ocorrido em 15 de abril de 2015, Granados diz a Kate que não conseguiu falar ao patrão sobre o projeto da tequila. “Pode ser que ele se interesse por seu projeto”, diz. Em sua resposta, del Castillo se mostra contente e diz que lhe enviará “algo agora mesmo” para que ele mostre ao seu chefe. Ela envia fotos promocionais da tequila e vídeos para os investidores. Depois de ver o material gráfico, o advogado de Guzmán repete que irá falar com o chefe e “pode ser que se tornem sócios”. Ela responde: “Incrível”.

Em outra das mensagens entre del Castillo e Granados, este pede a ela para que seu amigo lhe mande o contrato para ver como está. “Por favor veja se já estão preparando o documento. Obrigado. Tenha um bom dia e saudações do Sr. Guzmán”, escreveu em 10 de julho de 2015, um dia antes da segunda fuga de El Chapo de uma prisão de segurança máxima. Apesar de não esclarecer sobre qual contrato se referiam, Kate responde que está tudo certo.

No México a promotora geral Arely Gómez confirmou que a atriz é investigada pelo crime de lavagem de dinheiro porque existem indícios de que recebeu recursos de Guzmán Loera para financiar sua empresa de tequila. Na investigação, da qual participam a PGR e a Unidade de Inteligência Financeira da secretaria da Fazenda, as finanças da atriz estão sendo checadas.

Os problemas legais de Kate não seriam somente com a justiça mexicana. Del Castillo é cidadã norte-americana, de modo que se forem comprovados seus negócios com o traficante mais procurado do mundo, pode estar violando a Lei de Designação de Chefes Estrangeiros do Narcotráfico. Essa lei proíbe aos cidadãos dos EUA de realizar transações comerciais com os narcotraficantes especialmente designados, lista na qual El Chapo Guzmán está desde junho de 2001.

Eric del Castillo afirma que sua filha logo dirá a verdade

O ator Eric del Castillo afirmou que sua filha Kate del Castillo dirá toda a verdade às autoridades sobre sua relação com o narcotraficante Joaquín Guzmán Loera. “Nossa filha nos disse que está tudo limpo”, comentou. Além disso, até o momento não encontraram nada irregular nas contas da atriz mexicana.

Del Castillo destacou a personalidade de sua filha, a quem descreveu como uma mulher corajosa, audaz e inquieta. Kate, afirmou em entrevista a uma rádio, buscava realizar um bem à sociedade e está disposta a colaborar com as autoridades, mas até o momento não recebeu nenhuma notificação por parte da PGR.

O ator mexicano considerou que as acusações feitas a sua filha nas últimas semanas pela relação que mantinha com El Chapo degringolaram no linchamento a sua pessoa, mas acredita que tudo irá se esclarecer. “Minha filha Kate nos pediu para não falarmos, que ela tem tudo sob controle, mas existem coisas (que foram ditas) que nos ofendem”, afirmou.