Cinema

'Sex symbols' nos 90... e como estão hoje

Alguns perderam o rumo e não se reergueram. Outros foram ao inferno, mas agora revivem

À esquerda, um atraente Van Kilmer em 'Top Gun' (1986); à direita, em evento recente em Los Angeles.
À esquerda, um atraente Van Kilmer em 'Top Gun' (1986); à direita, em evento recente em Los Angeles.Cordon

Mais informações

São rostos que acompanharam a adolescência e a juventude de toda uma geração. Esses intérpretes que nos anos noventa projetavam glamour, beleza e inveja. Passados os anos nos perguntamos onde estão e como a passagem do tempo os tratou. Alguns perderam o rumo até se arrebentarem; outros preferiram se afastar; e há os que estão envelhecendo com dignidade; e também os que depois de vários anos no inferno começam a erguer a cabeça. Vejamos...

Daryl Hannah (Chicago, 55 anos)

O que foi... Sua carreira cinematográfica é uma montanha russa na qual se alternam personagens míticos e tremendos baques profissionais. Entre os primeiros, a replicante Pris de Blade Runner, o Caçador de Androides (1982) ou Madison, a curvilínea sereia de Splash – uma Sereia em Minha Vida(1984). Nada conseguiu impedir que nos anos noventa sua carreira minguasse tão rápido enquanto ela crescia em O Ataque da Mulher de 15 Metros (1993), desnecessário remake do clássico da série B dos anos cinquenta que ela mesma coproduziu. Esse declínio não impediu, porém, que fosse incluída na lista das 100 Estelas mais ‘Sexies’ da História do Cinema, publicada em 1995 pela Empire Magazine.

Como está hoje... Sua aparição estelar em Kill Bill (2003-2004), de Tarantino, como a assassina caolha Elle Driver parecia que ia relançar sua carreira, mas foi preciso esperar até 2015 para vê-la de novo em um papel interessante, o da protagonista da série dos irmãos Wachowsky para a Netflix Sense8 (com o espanhol Miguel Ángel Silvestre). Talvez a culpa de currículo tão desigual esteja no ativismo político, que ocupa grande parte de seu tempo. Ecologista convicta, Daryl é figura habitual em manifestações de protesto e bem conhecida da polícia, que a deteve diante da Casa Branca em 2011 por protestos contra a construção de um oleoduto no Golfo do México. Embora nunca tenha chegado a se casar, sua história amorosa está recheada de nomes famosos, como Jackson Browne, John F. Kennedy Jr., Val Kilmer, o mágico David Blaine e Rami Jaffee, tecladista da banda The Wallflowers. Desde 2014 compartilha sua vida com outro mito do rock, Neil Young, 15 anos mais velho que ela. Não só parece mais jovem ao lado do canadense. O rock and roll cai muito bem a essa imponente loira de 55 anos.

Geena Davis (Wareham, Massachusetts, 60 anos)

O que foi... Alcançou a glória em 1988 graças ao Oscar de melhor atriz coadjuvante por O Turista Acidental. O auge da fama chegaria três anos mais tarde contracenando com Susan Sarandon em Thelma & Louise. Antes, Geena Davis se havia deparado com Jeff Goldblum, de A Mosca (1986), que se tornou seu segundo marido (tinha estado casada alguns meses com um tal de Richard Emmolo), embora possivelmente o encontrão mais trágico para sua carreira tenha sido com o diretor finlandês Renny Harlin. Casaram-se em 1993 e ele a converteu em musa de seus medíocres filmes de ação. Tanto A Ilha das Cabeças Cortadas (1995) como Despertar de um Pesadelo (1996) se transformaram em dois grandes fracassos que jogaram por terra todo seu crédito na bilheteria. Em 1998 adotou duas decisões drásticas: divorciar-se de Harlin e abandonar temporariamente o cinema. Um ano depois tomou outra mais surpreendente: preparar-se diligentemente para participar dos Jogos Olímpicos de Sydney na categoria de... arco e flecha! Não se saiu bem, mas ficou perto (em um mais que honroso 24º lugar entre os mais de 300 aspirantes).

Como está hoje... Davies voltou às telas com participações mais ou menos famosas no cinema (O Pequeno Stuart Little) e televisão, onde obteve um Globo de Ouro como melhor atriz em 2006 pela muito esquecível série Commander in Chief. No campo pessoal, está num casamento feliz desde 2001 com seu cirurgião plástico Reza Jarrahay, com quem tem três filhos. O número de intervenções às quais se submeteu é um mistério, mas lhe permitem manter-se praticamente com o mesmo rosto de sempre.

Christian Slater (Nova York, 46 anos)

O que foi... Filho de uma importante diretora de casting, Slater teve muita facilidade desde pequeno para abrir caminho no cinema. Praticamente cresceu sobre os palcos, embora a fama só o tenha alcançado em 1986, quando contracenou com Sean Connery em O Nome da Rosa. Depois encadearia filmes juvenis desses que marcam uma geração, como Um Crime entre Amigas (1989), com Winona Ryder, e sucessos de bilheteria, como Amor à Queima-Roupa (1993) e Entrevista com o Vampiro (1994).

Como está hoje... Suas melhores interpretações não tardaram a transferir-se dos cenários das filmagens para as ruas e as delegacias por obra e (des)graça do álcool e das drogas. Em 1997 o detiveram por tentar bater na namorada e no policial que se interpôs entre eles em uma festa em Los Angeles. Um juiz o considerou culpado e o condenou a 90 dias de prisão. O ator culpou a cocaína. Em 2005 se viu envolvido em outro escândalo ao ser acusado de abusos sexuais depois de tocar na bunda de uma mulher em plena rua em Nova York. Foi preso de novo, bêbado. É preciso reconhecer, no entanto, que o álcool o conservou surpreendentemente bem, embora não tenha feito o mesmo com sua carreira. Depois de muitos tombos, encontrou abrigo na cultuada série Mr. Robot, onde dá vida sem muito esforço ao obscuro protagonista, o que o levou a ganhar recentemente o Globo de Ouro de melhor ator coadjuvante.

Val Kilmer (Los Angeles, 56 anos)

O que foi... Depois de participar de alguns sucessos dos anos oitenta, como Top Gun (1986) e Willow – na Terra da Magia (1988), iniciou a década dos noventa por cima, transformado por Oliver Stone no Jim Morrison de The Doors (1991). Quando quatro anos depois Joel Schumacher o contratou para disfarçá-lo de homem morcego nesse carnaval que se tornou Batman Eternamente, Kilmer deveria ter aproveitado para pôr os pés no chão, mas nada mais distante. Ainda lhe subiu mais à cabeça quando dividiu cenas com Marlon Brando em A Ilha do Dr. Moreau (1996), uma das filmagens mais acidentadas e delirantes da história de Hollywood. Nem sequer a indicação ao Razzie de pior ator coadjuvante curou sua tremenda egomania.

Como está hoje... Nos dias de hoje, é quase mais lembrado por ter mantido, segundo se conta, romances com Cher, Ellen Barkin, Drew Barrymore e Cindy Crawford do que por seus filmes. E isso apesar de não ter parado nunca de trabalhar –cada vez mais, é verdade, em filmes mais esquecíveis. Levando em conta como ficou bonito, talvez o papel que poderia relançar sua carreira poderia ser um filme biográfico de Gerard Depardieu. É só uma ideia, tá?

Demi Moore (Roswell, Novo México, 53 anos)

O que foi... Representou à perfeição o conto do patinho feio transformado em cisne. Desde a menina com curativo no olho por diversas cirurgias e os consequentes traumas, a uma das mulheres mais desejadas dos anos noventa. Graças a filmes como Ghost – Do outro Lado da Vida (1990), Questão de Honra (1992) e Proposta Indecente(1993), passará à história como a primeira atriz a receber 10 milhões de dólares (39 milhões de reais) por filme. Para celebrar esse marco, posou nua e grávida na capa da Vanity Fair e começou a escolher mal seus papéis: porcarias como ‘Striptease’ (1996) e Até o Limite da Honra (1997) a devolveram à estaca zero, com alguns sutiãs de tamanho maior por exigências do roteiro do primeiro.

Como está hoje… No campo profissional Moore só foi notícia nos últimos anos por aparecer no primeiro filme Charlie’s Angels (2003). A partir daí, só divórcios de Bruce Willis em 2000 depois de se acasalar com um Ashton Kutcher jovenzinho e as infidelidades dele com Milan Kunis conseguiram chamar a atenção da mídia. Também é especialista em posar com as filhas para demonstrar que, apesar dos anos, continua parecendo irmã delas. Sua irmã mais nova, até, porque em 2012 se envolveu em uma confusão por uma overdose (ela disse que foi com ‘gás hilariante”) que a levou a ser hospitalizada.

Rob Morrow (Nova York, 53 anos)

O que foi... Embora tenha debutado com Johnny Depp em um subproduto dos anos oitenta chamadoPrivate Resort (1985), levaria cinco anos para alcançar a fama, graças ao papel de médico carrancudo tipicamente nova-iorquino no celebrado Northern Exposure (1990-1995). Graças a essa série recebeu um telefonema de Robert Redford, que o escolheu para protagonista de Quiz show – A Verdade dos Bastidores (1994). No entanto, todas as tentativas posteriores de fazer uma carreira bem-sucedida no cinema foram em vão.

Como está hoje... Vive refugiado na televisão com sucessos mais ou menos modestos, como o que conseguiu com a série Numb3rs (2005-2010) ou durante uma temporada (a sétima) de Interception (2004-2011). Atualmente participa com algumas rugas no rosto da primeira temporada de American Crime Story, baseada no caso de O. J. Simpson. Sua vida privada, por outro lado, é tão tediosa como sua carreira. Está num casamento da vida toda com a atriz Debbon Ayer e o mais divertido que fizeram juntos foi batizar a única filha com o nome de Tu Simone Ayer (assim, nesse castelhano tão raro).

Sarah Michelle Gellar (Nova York, 38 anos)

O que foi... Con uma imagem de rainha da festa do colégio, loira e inocente, se tornou um dos mais saudados rostos norte-americanos dos noventa. Scream queen de manual em Eu sei o que Vocês Fizeram no Verão Passado e Pânico 2 (ambas en 1997) e cândida jovenzinha seduzida em Segundas Intenções (1999), uma versão teen de Amizades Perigosas mais para bizarra, foi sua interminável luta contra os sugadores de sangue o que a tornaria um mito. Entre 1997 e 2003 deu vida a sonhos adolescentes como Buffy Summers, a caça-vampiros mais sexy e sirigaita da tevê.

Como está hoje... Ao 38 anos, é mais fácil escutá-la que vê-la, já que suas contribuições ao mundo do espetáculo quase de limitam a dublar desenhos animados. Gellar se casou em 2002 com o ator Freddie Prinze Jr., com quem trabalhou em Eu sei o que Vocês Fizeram no Verão Passado e em Scooby Doo(2002 e 2004), e foi mãe pela primeira vez em 2009, momento em que decidiu suspender temporariamente a carreira e concentrar-se em causas beneficentes. Sarah Michelle já não é a garota de ontem, mas continua sendo uma mulher bem interessante.

Denise Richards (Chicago, 45 anos)

O que foi... Longos cabelos loiros, sorriso perfeito, corpo escandaloso. Se excetuarmos o talento interpretativo, Denise tinha tudo para triunfar no cinema. E estava perto. Deslumbrou na nunca suficientemente bem exaltada Tropas Estelares (1997), contribuiu para o aquecimento global com Matt Dillon em Jogos Selvagens (1998) e roçou a glória com a ponta dos dedos como garota Bond em 007 o Mundo não é o Bastante (1999). Depois conheceu Charlie Sheen…

Como está hoje... Depois do casamento com o destrambelhado Charlie em 2002, sua vida se converteu em seu melhor filme. Três anos depois pediram o divórcio, mas logo se arrependeram, voltaram a ficar juntos e a coisa terminou em 2006, com ordens de manter distância e ameaças de morte no meio de tudo. Denise tentou a sorte no tempestuoso mundo dos realities shows com uma baboseira intitulada Denise Richards: It’s Complicated (2008-2009), mas não passou da segunda temporada. No campo profissional não voltou a erguer a cabeça, mas isso não lhe tirou o lindo sorriso. Nem tampouco o gosto pelo rock and roll. O último homem conhecido de sua lista é o ex-guitarrista do Bon Jovi, Richie Sambora.

Stephen Dorff (Atlanta, 42 anos)

O que foi... As câmeras foram testemunha de como Stephen Dorff passou de menino ator a um sujeito duro e problemático. Com uma carreira às vezes aceitável (destacou-se dando vida a Stuart Sutcliffe, o ‘quinto Beatle’, em Backbeat, 1994), especializou-se nos anos noventa em papéis de malvado, como o do vampiro Deacon Frost em Blade (1998) e em levar pelo braço modelos espetaculares. Uma vida vazia e frívola que, como todo mundo sabe, não conduz a nada de bom.

Como está hoje... Em 2008 lhe aconteceram duas coisas que mudam a vida de qualquer um: rompeu com Pamela Anderson depois de quatro anos de relacionamento e perdeu a mãe, por um câncer no cérebro. O segundo o fez se perguntar o que tinha feito até então com sua vida e ele mergulhou em uma profunda depressão. Diz que foi salvo por um telefonema de sua amiga Sofia Coppola lhe oferecendo um papel de protagonista no filme Um Lugar Qualquer (2010). Agora, com um rosto que os anos dotaram de um certo aspecto pétreo e de profundas entradas, se nega paradoxalmente a continuar fazendo papel de mau (logo o veremos perseguindo Leatherface em uma sequência de A Matança do Texas), mas continua andando de braço dado com modelos espetaculares, como Charlotte McKinney, sua última namorada.

Brendan Fraser (Indianápolis, 47 anos)

O que foi... Houve um momento nos anos noventa em que praticamente era impossível olhar para os cartazes sem topar com o sorriso bobo de Brendan Fraser. O ator encadeava filmes em um ritmo frenético, e um deles, Deuses e Monstros (1998), até que era bom. O mais comum era vê-lo em comédias tolas como Os Cabeça-de-vento (1994), ou muito tolas, como George, o Rei da Floresta (1997), até que no final da década acertou em cheio com A Múmia (1999).

Como está hoje... Depois de duas sequências de A Múmia (2001 e 2008) e uma vã tentativa de repetir a fórmula com Viagem ao Centro da Terra (2008), Brendan começou a perder papéis e a ganhar peso. Nunca abandonou a careira de ator, mas agora encadeia problemas judiciais, econômicos (se declarou falido em 2013) e familiares. Com seu divórcio da atriz Afton Smith em 2007 (estavam casados desde 1998) provocado segundo as más línguas por uma infidelidade com Maria Bello, ficou literalmente de mãos abanando.

Mais informações