Crise política

Comissão do impeachment e caso Cunha no Conselho de Ética

Escolha do grupo que analisará pedido de afastamento de Dilma é marcada por tumulto

Escolha da comissão que analisará o pedido de impeachment de Dilma é marcada por empurra-empurra.
Escolha da comissão que analisará o pedido de impeachment de Dilma é marcada por empurra-empurra.GUSTAVO LIMA

Em uma sessão muito tumultuada, com direito a empurra-empurra entre os deputados e urnas de votação quebradas, a Câmara elegeu nesta terça-feira uma chapa indicada pela oposição para a comissão que vai avaliar o pedido de impeachment da presidenta Dilma Rousseff. A eleição dos 65 integrantes da comissão especial ocorreria na segunda-feira, mas foi adiada por decisão do presidente da Câmara, Eduardo Cunha. Graças ao adiamento, os opositores do Governo conseguiram apresentar uma chapa alternativa para a comissão e garantiram 39 dos 65 postos dela.

Enquanto isso, no Conselho de Ética da Câmara, Cunha ganhou mais um dia no processo por quebra de decoro que pode vir a enfrentar pela acusação de ter mentido aos colegas na CPI da Petrobras. Iniciada às 14h, a reunião se alongou tanto que teve de ser interrompida às 17h, quando começou a ordem do dia no plenário. Veja como tudo se desenrolou abaixo:

Arquivado Em: