Seleccione Edição
Login
007

Viagens de Bond pela América Latina

Agente deu a volta ao mundo em seus 24 filmes, mas poucas vezes visitou essa região

Daniel Craig y Lea Seydoux en una escena de la película 'Spectre'
Daniel Craig e Lea Seydoux em uma cena do filme '007 Contra Spectre'.

Entre as vantagens de ser um dos agentes secretos mais importantes do Serviço de Inteligência Britânico estão as numerosas viagens. Pode-se dizer que James Bond já deu a volta ao mundo um par de vezes para deter os inimigos da rainha – e beber alguns martínis pelo caminho. No entanto, entre tantas aventuras vividas ao longo de seus 24 filmes, poucas vezes o espião internacional visitou a América Latina. Na última estreia da série, 007 Contra Spectre, Bond viaja para o México e aparece no Zócalo nos primeiros instantes do filme. Estes são os outros lugares da América Latina por onde 007 andou.

007 Contra o Foguete da Morte (1979) – Brasil e Guatemala

Em 007 Contra o Foguete da Morte, o espião, interpretado por Roger Moore, investiga o roubo de uma nave espacial com a ajuda da cientista Holly Goodhead. Em uma trama intrincada na qual reaparecem vilãos como Jaws (Richard Kiel), Bond faz um trajeto que passa pelos Estados Unidos, Itália, Brasil e nada menos que o espaço exterior. "Dos lugares mais exóticos do planeta, 007 Contra o Foguete da Morte vai transportar você para um outro mundo", anuncia o trailer. Em terras latino-americanas, Bond visita a selva amazônica e o Rio de Janeiro. Por questões orçamentárias, algumas das cenas da selva amazônica foram rodadas na Guatemala. No filme, o agente participa de investigações em pleno Carnaval carioca e protagoniza uma cena clássica na qual luta contra Jaws em um dos pontos turísticos mais conhecidos do Rio de Janeiro, o bondinho do Pão de Açúcar.

Permissão para Matar (1989) – México

Embora o filme faça referência à fictícia república de Isthmus, a maior parte das cenas foi rodada no México. Na trama, o agente 007, interpretado pela última vez por Timothy Dalton, caça um perigoso narcotraficante latino-americano, Franz Sanchez, que torturou Felix Leiter, um amigo seu da Administração para o Controle de Drogas (DEA, na sigla em inglês), e assassinou a mulher dele. Com desejo de vingança, Bond viaja para Isthmus, onde o chefão do tráfico de drogas tem seu império. Lugares bem conhecidos aparecem na fita, como o imponente Gran Hotel de la Ciudad de México, o Cassino Espanhol, a Vila Arabesque, de Acapulco, e o Centro Cerimonial do povo otomi, em Temoaya.

007 Contra GoldenEye (1995) – Porto Rico

Porto Rico tem uma pequena participação, mas importante, em 007 Contra GoldenEye, a primeira na qual Pierce Brosnan encarna James Bond. Na história, Bond luta para impedir que uma máfia use o satélite-arma GoldenEye contra Londres com a finalidade de provocar um colapso financeiro mundial. A ilha serviu de locação para uma cena que, dentro do filme, ocorre em Cuba. Na sequência, 007 e a Bond girl Natalya Simonova (Izabella Scorupco) encontram o radiotelescópio utilizado para controlar o GoldenEye. Trata-se do observatório de Arecibo, situado ao norte da ilha de Porto Rico, onde fica o maior radiotelescópio do mundo.

007 – Quantum of Solace (2008) – Chile, México e Panamá

Filmado em seis países, 007 - Quantum of Solace é o filme de Bond com mais locações latino-americanas. Na história, o agente especial, interpretado por Daniel Craig, quer vingar-se dos assassinos de sua namorada, Vesper Lynd, iniciando uma aventura pela Itália, Áustria, Haiti e Bolívia. No entanto, as cenas que se passam no Haiti e na Bolívia foram rodadas em outros países do continente. No Chile foram feitas tomadas das belas e áridas paisagens do deserto de Atacama e da região de Antofagasta, com cenas no hotel do Observatório Paranal e no porto de Cobija. A sequência de uma batalha aérea em La Paz na realidade foi gravada nas montanhas do Estado mexicano da Baixa Califórnia. Já no Panamá, as ruas da capital foram usadas para retratar localidades da Bolívia e Haiti. Por último, o luxuoso Andean Grand Hotel, o alojamento escolhido por Bond ao chegar à Bolívia, é na realidade o edifício do Instituto Nacional da Cultura, localizado na parte antiga da Cidade do Panamá.

MAIS INFORMAÇÕES