Obama e Raúl Castro: nova foto do encontro na ONU

Sorrisos e um forte aperto de mão para o segundo encontro bilateral entre os presidentes

Barack Obama e Raul Castro.
Barack Obama e Raul Castro.KEVIN LAMARQUE (REUTERS)

Sorrisos e um forte aperto de mão para o segundo encontro bilateral entre um presidente dos Estados Unidos e um de Cuba em mais de meio século. É também o segundo cara a cara de Barack Obama e Raúl Castro desde dezembro do ano passado, quando surpreenderam o mundo com o anúncio de que haviam iniciado um processo de normalização das relações rompidas por mais de cinco décadas.

Mais informações
Raúl Castro pede na ONU o fim incondicional do embargo
Quando Nova York se curvou diante de um Castro
Obama acena a Putin na ONU por causa de impasse na guerra da Síria
Contra crise de refugiados, Obama prega desenvolvimento
Dilma usa a ONU para transmitir tranquilidade sobre a crise no Brasil
Presidenta admite falhas na condução da economia brasileira

A nova foto do degelo foto aconteceu nesta terça-feira, na sede das Nações Unidas, em Nova York, um dia depois de ambos os presidentes terem discursado perante outros líderes que se reúnem todos os anos na Assembleia Geral da ONU. Os dois presidentes fizeram menção ao histórico processo do degelo em seus discursos, embora com um tom nitidamente diferenciado.

Enquanto Obama acenou para seu homólogo novamente defendendo a suspensão do embargo contra a ilha —cujo fim está nas mãos do Congresso, não de seu Governo—, Castro fez um duro discurso no qual enumerou uma vez mais as condições de Cuba para completar a normalização —fim do embargo e a devolução de Guantánamo, entre outras—, sem fazer concessões ao presidente norte-americano. Nenhum dos dois quis falar com os repórteres que presenciaram o aperto de mão com o qual começou a nova reunião entre os dois presidentes, a portas fechadas.

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS