Temer visita a Espanha para ampliar negócios bilaterais

Vice-presidente brasileiro se encontrou com o rei Felipe VI nesta quarta. Na quinta, se reúne com a vice-presidenta Soraya Sáenz

Felipe VI receber Michel Temer, nesta quarta.
Felipe VI receber Michel Temer, nesta quarta.Juan Carlos Hidalgo (EFE)

Em visita à Europa desde o último sábado, Michel Temer (PMDB), vice-presidente e recém-nomeado articulador político do Governo, se encontrou nesta quarta-feira com o rei da Espanha Felipe VI. O encontro ocorreu no Palácio da Zarzuela, e contou com a presença também do ministro de Assuntos Exteriores, José Manuel García-Margallo, com quem Temer se encontrará novamente, a sós, na quinta. O novo encontro desta quinta tem como mote aprofundar os assuntos de política externa. Mas, entre outros assuntos, os rumos das relações da Espanha com a Venezuela podem entrar em pauta. É possível que o Brasil faça as vezes de intermediário entre as duas nações. 

Nesta quinta-feira, Temer se encontrará também com Soraya Sáenz, vice-presidenta e articuladora política do Governo da Espanha. Na pauta da reunião, o vice brasileiro fará um convite oficial para que o presidente Mariano Rajoy venha ao Brasil. Rajoy já tinha a expectativa de visitar o país, mas estava aguardando um convite oficial. 

Temer também se encontrou com Jesús Posada, presidente do Congresso da Espanha, e com o ministro da Economia, Luis de Guindos. A visita à Espanha veio na sequência de uma viagem a Portugal, onde o peemedebista se reuniu com o presidente português, Cavaco Silva.

Mais informações

A visita que o vice-presidente faz à Europa, marcada antes dele assumir o cargo de articulador político do Governo Dilma, chega num momento em que o poder efetivo da presidenta é questionado. As perguntas sobre o eventual pedido de impeachment foram inevitáveis. A jornalistas, Temer disse em Portugal que "quanto menos se falar nesse assunto, maior será a tranquilidade institucional que o país precisa neste momento". Michel Temer volta ao Brasil nesta quinta-feira.

Parceria

Brasil e Espanha pretendem aumentar o volume de intercâmbios comerciais e de investimentos bilaterais com o objetivo de duplicá-los até 2025, segundo informações do Ministério da Economia espanhol.

Um acordo de colaboração entre as entidades de apoio às exportações dos dois países (ICEX e APEX), que existia desde 2010, foi renovado. Temer e o ministro da Economia espanhol, Luis de Guindos, se comprometeram a apoiar a internacionalização das pequenas empresas.

A Espanha se ofereceu para ser base privilegiada de empresas brasileiras interessadas em ampliar suas operações na Europa, Mediterrâneo e África.

Guindos afirmou que as relações bilaterais atravessam um 'bom momento', destacando que “ainda há muito caminho a percorrer juntos”. Temer lembrou que a Espanha é o segundo maior investidor estrangeiro em seu país, e afirmou que as empresas espanholas têm demonstrado confiança em manter investimentos no Brasil, com a intenção de se transformar no principal investidor. (com agência Europa Press).

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Logo elpais

Você não pode ler mais textos gratuitos este mês.

Assine para continuar lendo

Aproveite o acesso ilimitado com a sua assinatura

ASSINAR

Já sou assinante

Se quiser acompanhar todas as notícias sem limite, assine o EL PAÍS por 30 dias por 1 US$
Assine agora
Siga-nos em: