Líder do Podemos dá ‘Game of Thrones’ ao rei da Espanha

Felipe VI agradeceu ao esquerdista Pablo Iglesias

Pablo Iglesias, líder do partido esquerdista espanhol Podemos, aproveitou a visita do rei Felipe VI a Bruxelas para lhe presentear com uma coleção da série de TV Game of Thrones. Para isso, quebrou o protocolo, mas o rei aceitou o presente e disse a um Iglesias um tanto ruborizado: “Parece muito bom, não vi”. Pouco depois, o líder do Podemos comentou que tinha entregado as quatro temporadas da série para que o Rei “entenda as chaves da crise política da Espanha”.

Esse primeiro encontro entre Iglesias e Felipe VI ocorreu durante a visita do monarca às instituições da União Europeia: o Parlamento, o Conselho e a Comissão. Felipe VI se reuniu durante 20 minutos com os eurodeputados espanhóis na Eurocâmara. O secretário-geral do Podemos havia confirmado que iria ao encontro, ao contrário do que decidiram as bancadas dos partidos Esquerda Unida (IU), Convergência Democrática da Catalunha (CDC), Iniciativa pela Catalunha – Verdes (ICV), Bildu (“reunir”, em basco) e Esquerda Republicana da Catalunha (ERC).

Havia muita expectativa pelo encontro entre Felipe VI e Pablo Iglesias. Em fevereiro, Iglesias solicitou uma audiência com o Rei, mas até agora não recebeu resposta da Casa Real.

Mais informações
Por que o Podemos é um verdadeiro terremoto na política espanhola
Jovens espanhóis condenam os partidos clássicos a futuro precário
Por que o Podemos é um terremoto na política espanhola
'A religião por outros meios', por JOHN CARLIN
Fenômeno na Espanha, Podemos inspira os descontentes no Brasil

Durante sua reunião com os líderes das sete bancadas parlamentares, o monarca ressaltou a importância de combater o terrorismo – o qual descreveu como “ameaça” – dentro do território da UE. “A Europa deve trabalhar com esforço para consolidar uma política externa comum, contribuindo para a estabilidade e segurança globais”, disse dom Felipe aos eurodeputados.

O Rei, que viaja desacompanhado da rainha Letizia, pôde examinar o funcionamento do Governo da UE. O presidente do Parlamento Europeu, o socialista Martin Schulz, o recebeu no começo da manhã para lhe mostrar pessoalmente a instituição e relatar quais temas europeus estão sendo discutidos, segundo um porta-voz. Fontes diplomáticas informaram que o Rei aceitou o convite de Schulz para fazer um pronunciamento ao plenário do Parlamento, numa data ainda não divulgada, mas que deverá ser em breve.

Do Parlamento, o chefe de Estado seguiu para a sede do Conselho Europeu (instância que reúne os chefes de Governo dos 28 países membros), onde o aguardava o atual presidente, o polonês Donald Tusk. Por volta de meio-dia, o monarca foi recebido pelo presidente da Comissão (Poder Executivo da UE), Jean-Claude Juncker. Finalmente, dom Felipe almoçou com todos os delegados antes de partir em viagem oficial a Copenhague, na Dinamarca.

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS