VERNE

Como se faz (e como se remove) uma tatuagem

Entender como as coisas são feitas é sempre muito divertido, ainda mais algo curioso

Os divulgadores da ciência batalham há anos para torná-la mais acessível ou atrativa. No Facebook, a página I fucking love science, de Elise Andrews, tem mais de 18 milhões de seguidores. A conta de meio de comunicação mais seguida no Twitter na Espanha, por exemplo, é a da revista científica @muy_interesante. No EL PAÍS, a equipe de Matéria explica a todos os públicos temas que estão fazendo sucesso nas redes sociais, como as chaves para entender o autismo. No YouTube, o canal Manual do Mundo ensina a fazer experiências divertidas usando conceitos científicos.

Além de ler sobre esses assuntos, os leitores gostam de compartilhá-los. Em 2010, uma análise de Jonah Berger (autor do livro Contagioso, sobre a viralização das ideias) e Katherine A. Milkman sobre as notícias do The New York Times mais enviadas por e-mail concluiu que os leitores tendem a compartilhar os conteúdos mais surpreendentes (especialmente de caráter positivo), a maioria sobre ciência e saúde.

O maior êxito de Destin Sandlin – o engenheiro por trás do canal Smarter Every Day no YouTube – até agora é o vídeo que mostra em câmara lenta e muito, muito, muito de perto como se faz uma tatuagem.

Embora não se trate do único vídeo de tatuagem em câmera lenta com milhões de visitas, a gravação do Smarter Every Day foi comentada em muitíssimos meios online e já acumula mais de 17 milhões de reproduções. A parte que mais deu o que falar nas redes sociais era precisamente a que explicava visualmente por que as tatuagens doem: mostra o que acontece quando as agulhas fazem seu trabalho, com luzes e lentes especiais para gravar o processo a 1.500 e 3.200 quadros por segundo. É o que se vê a partir do minuto 3’10:

Este youtuber, especializado em explicar cientificamente todo tipo de curiosidades e com mais de 2,1 milhões de assinantes em seu canal, voltou ao tema das tatuagens, desta vez para explicar como são removidas a laser. No vídeo (em inglês), conversa com um cirurgião plástico e explica o processo para eliminá-la:

- Um feixe de agulhas deposita a tinta: algumas partículas são maiores e outras menores.

Drd53

- Desde o primeiro momento o organismo reage e os glóbulos brancos travam sua batalha: mas só conseguem eliminar as partículas menores (a comparação que utilizam é que seria como tentar morder um elefante). Essa é a razão pela qual as tatuagens são permanentes e vão perdendo cor com o tempo.

Videogif

- O laser quebra as partículas maiores, deixando-as menores para que os glóbulos brancos sejam capazes eliminá-las. A partir daí, o corpo se desfaz delas através do sistema linfático.

Drdbi

O laser em ação, a partir do minuto 6’47:

Este vídeo explica por que as tatuagens são permanentes:

Yeah