Otimismo com economia dá a Dilma leve vantagem na disputa eleitoral

Presidenta tem 52% das intenções de voto, contra 48% de Aécio, mostra Datafolha

Dilma e Lula no dia 20: petista tem leve liderança.
Dilma e Lula no dia 20: petista tem leve liderança.NELSON ALMEIDA (AFP)

Os brasileiros estão mais otimistas quanto à retomada do crescimento da economia e ao controle da inflação. É o que mostra uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira realizada pelo instituto Datafolha, que confirmou a liderança na presidenta Dilma Rousseff na disputa eleitoral. Às vésperas da votação, a candidata do PT à reeleição aparece novamente com 52% dos votos válidos (quando excluídos os brancos e nulos), enquanto o adversário neste segundo turno, o senador Aécio Neves (PSDB), tem 48% da preferência. O levantamento confirmou os mesmos números divulgados pelo instituto na última segunda-feira, que colocou a petista numericamente à frente do tucano, embora ainda em situação de empate técnico no limite da margem de erro, que é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Apesar da desconfiança do mercado em relação a uma eventual vitória de Dilma, os brasileiros estão confiantes na retomada da economia. Apenas 31% dos ouvidos apostaram em uma volta do aumento dos preços de alimentos e produtos: esse é o menor patamar registrado desde 2007 pelo instituto. Outros 35% disseram acreditar que a inflação não irá mudar e 21% acham que os preços vão cair -- índice recorde, segundo o Datafolha.

Mais informações

Em setembro, 50% dos entrevistados apostaram em um crescimento da inflação. Já em abril, quando o Brasil vivia o momento de maior pessimismo quanto à economia, 64% apostaram que a inflação subiria. A pesquisa também mostrou que 26% acreditam em um aumento do desemprego (eram 36% em setembro), e 44% consideram que a situação econômica do Brasil vai melhorar -- uma subida de 12 pontos percentuais em relação à pesquisa anterior.

Já considerando os votos totais, Dilma oscilou de 46% para 47%, enquanto Aécio manteve o patamar de 43%. Brancos e nulos foram de 5% para 6%; indecisos, de 6% para 4%.  O Datafolha ouviu 4.355 eleitores. O segundo turno da eleição acontece no próximo dia 26.

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS
Logo elpais

Você não pode ler mais textos gratuitos este mês.

Assine para continuar lendo

Aproveite o acesso ilimitado com a sua assinatura

ASSINAR

Já sou assinante

Se quiser acompanhar todas as notícias sem limite, assine o EL PAÍS por 30 dias por 1 US$
Assine agora
Siga-nos em: