O viaduto que caiu em Belo Horizonte é removido

A demolição dos escombros será parcial, para não atrapalhar a investigação dos peritos sobre as causas do desabamento

Um carro preso na estrutura do viaduto.
Um carro preso na estrutura do viaduto.Victor R. Caivano / AP

O viaduto Guararapes, que desabou e matou duas pessoas na última quinta feira em Belo Horizonte, está sendo removido parcialmente. A avenida onde estava sendo construída a passagem, a Pedro I, foi bloqueada para a retirada de apenas algumas partes da ponte -uma operação que deve ser concluída nesta terça-feira- para preservar o local e não influenciar a investigação das causas da queda. Em nota, a prefeitura afirmou que iria "preservar a área solicitada pela Polícia Civil para efeito de perícia posterior".

A demolição dos escombros, que começou esta manhã às 9h35, foi vetada durante o final de semana pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais, a pedido da Defesa Civil. Somente depois de interditar a área de interesse, os restos da ponte começaram a ser retirados. O desabamento atingiu um carro, dois caminhões e um micro-ônibus e provocou, além da morte de duas pessoas, ferimentos em 23 pessoas. Apenas uma delas continua internada no Hospital João XXIII e seu estado de saúde é estável, sem risco de morte, informou a prefeitura.

Mais informações

Por email, a administração municipal da capital mineira informou que "a Defesa Civil se reuniu com moradores do entorno do viaduto e estabeleceu uma comissão para o acompanhamento dos trabalhos e está monitorando, permanentemente, a segurança das edificações da vizinhança". O que preocupava os vizinhos era a possibilidade de que a queda do viaduto afetasse as estruturas de suas casas, algo que a prefeitura garantiu que não aconteceria. Os moradores do entorno também não serão incomodados com o barulho à noite, já que a demolição deve ser concluída pela Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura amanhã durante o dia.

Para evitar o caos no trânsito, em função do jogo do Brasil contra a Alemanha, foi decretado feriado. A Avenida Pedro I é um dos principais acessos ao aeroporto internacional Tancredo Neves (Confins) e ao Estádio Mineirão, onde o Brasil disputará a vaga para a final da Copa do Mundo às 17h.

As obras de mobilidade em andamento em Belo Horizonte fazem parte do BRT (Bus Rapid Transit, um sistema de transporte rápido de ônibus), e o investimento total dessa primeira etapa de construções foi de 460 milhões de reais. O viaduto que desabou custou cerca de 14 milhões de reais e foi construído pela empresa Cowan, que também está sendo investigada. Entretanto, a construtora garantiu em nota que os procedimentos e os materiais usados na construção do viaduto superaram os testes obrigatórios e atenderam às normas vigentes.

Debido a las excepcionales circunstancias, EL PAÍS está ofreciendo gratuitamente todos sus contenidos digitales. La información relativa al coronavirus seguirá en abierto mientras persista la gravedad de la crisis.

Decenas de periodistas trabajan sin descanso para llevarte la cobertura más rigurosa y cumplir con su misión de servicio público. Si quieres apoyar nuestro periodismo puedes hacerlo aquí por 1 euro el primer mes (a partir de junio 10 euros). Suscríbete a los hechos.

Suscríbete