O Barça melhora o contrato de Messi

O clube aumentará o salário do futebolista, que dos 13 milhões de euros líquidos passará a perceber cerca de 20 Se mantêm cláusula de rescisão (250 milhões) e duração (2018)

Messi com Pinto, no treinamento de hoje.
Messi com Pinto, no treinamento de hoje.Manu Fernandez (AP)

O Barcelona e o Leo Messi chegaram finalmente a um acordo esta manhã para melhorar o contrato do jogador. O clube aumentará o salário do futebolista, que dos 13 milhões de euros líquidos (39 milhões de reais) passará a receber cerca de 20 (60 milhões de reais), com a expectativa de que se converta no jogador mais bem pago do mundo de acordo com seu cartaz de número 1. O novo contrato, que será assinado ao longo dos próximos dias, contempla a mesma cláusula de rescisão (758 milhões de reais) e a duração, até 2018, a mesma que o anterior.

A principal armadilha do acordo foram os direitos de imagem do jogador depois que a instituição solicitou participar de uma parte, pedido que não agradou o jogador. Em troca de uma compensação. Messi poderia renunciar o patrocínio de Turkish Airlines e deixar que o Barça utilize sua imagem nos direitos de imagem que compartilham as duas partes. A atualização do contrato de Messi era considerada prioritária depois que o caso do contrato de Neymar saísse à luz durante a temporada.

Trata-se da sétima revisão de contrato da Pulga. A primeira que o clube fez foi em junho de 2005. Nesse mesmo ano, em setembro, o argentino voltou a passar pelos escritórios. Já no time principal, em janeiro de 2007 prolongou seu compromisso com o Barça até 2014 e apenas cinco meses depois, em junho, melhorou sua contratação depois da chegada de Guardiola e a saída de Ronaldinho. Em setembro de 2009 ampliou seu vínculo até 2016 e sua cláusula se elevou a 150 milhões de euros (454 milhões de reais). No ano passado, em 2013, o clube renovou seu contrato até 2018, com um salário de 39 milhões de reais.

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Logo elpais

Você não pode ler mais textos gratuitos este mês.

Assine para continuar lendo

Aproveite o acesso ilimitado com a sua assinatura

ASSINAR

Já sou assinante

Se quiser acompanhar todas as notícias sem limite, assine o EL PAÍS por 30 dias por 1 US$
Assine agora
Siga-nos em: