A mulher com os pés na terra e o coração nos sonhos

Marina Silva, considerada por muitos uma "Lula de saias" , aspira a ser a primeira mulher negra a reger os destinos do Brasil

Duas esquerdas disputam o poder

As eleições presidenciais de outubro no Brasil perfilam-se como um duelo entre duas mulheres com visões diferentes

A dolorosa caravana dos sem-nome

A multidão de trabalhadores pobres que passam ao nosso lado sem que pronunciemos seu nome também é carne e sangue da nossa sociedade

A pergunta mais difícil para a presidenta

Em entrevista ao Jornal Nacional, a presidenta foge do debate sobre a condenação de políticos pelo caso do mensalão petista

Intransigência política e fé religiosa

No Brasil, um país democrático onde existe separação entre Igreja e Estado, as crenças religiosas dos políticos não só não assustam, como rendem votos

Falta pudor na política brasileira

Alguns candidatos, mesmos suspeitos de corrupção, reaparecem nas eleições

A morte de Campos poderia arrastar os desiludidos e indecisos às urnas

Analistas profetizam que esta poderia ser uma das eleições com maior participação

A morte de Eduardo Campos embaralha as eleições brasileiras

Agora toda a atenção política está voltada para a decisão que o PSB deve tomar nos próximos dez dias para nomear um novo candidato

Uma ferida na esperança

Os brasileiros mais jovens dizem que “votar não serve para nada”

É justo que pastores evangélicos e padres católicos disputem eleições políticas?

O que parece difícil é como conciliar a nítida separação que deveria existir entre o sagrado e o profano, entre o Estado e a Igreja, entre o trono e o altar

Por que no Brasil é obrigatório votar?

Das dez maiores economias mundiais, só no Brasil o cidadão tem que votar

A fé que move montanhas… de votos e milhões

O megatemplo de Salomão é um desafio de poder e luxo às outras confissões religiosas

O senhor é paulistano? Sim, por quê?

O estereótipo diz que as pessoas do Rio são simpáticas, acolhedoras, desinibidas, enquanto as de São Paulo são sérias e estão pouco dispostas a perder tempo

O Brasil está caminhando para o novo?

Apegar-se ao passado é começar a morrer. Abrir caminhos novos é se deixar dominar pela esperança

O Brasil está caminhando para o novo?

Apegar-se ao passado é começar a morrer. Abrir caminhos novos é se deixar dominar pela esperança

Enterrar sementes ou colocá-las em um berço?

Uma experiência inovadora em uma escola rural brasileira nos obriga a repensar a força explosiva das palavras

Brasil, a mina de ouro

Poderia o país se transformar agora em uma nova Meca do turismo mundial?

Como será o Brasil que renascerá das ruínas da Copa?

Os brasileiros deveriam limpar os escombros e começar a reconstruir uma nova imagem do futebol e do país

É necessário que presos e crianças comam carne de burro?

Parece estranho que se tenha pensado em usar a carne dos burros justamente para presos e crianças das escolas públicas, que são os filhos das famílias pobres

Neymar nos revela o melhor da alma brasileira

Quem procura extremismos, ódios furiosos e posturas radicais não deve olhar para este país

O papa argentino e o papa alemão puderam mais que o Deus brasileiro?

Os pontífices foram mais poderosos que uma divindade que talvez não goste de futebol

E se o Brasil fosse mais do que uma Copa?

As vitórias das novas Copas sociais e políticas, que toda a sociedade deve disputar, serão as que colocarão este país nos trilhos da verdadeira modernidade.

O Brasil também é assim

Os brasileiros criaram uma espécie de armadura que lhes salva quando tudo parece sucumbir

Deveriam os corruptos devolver o que roubaram?

Se o Brasil levasse a cabo essa revolução, estou certo de que sua imagem mundial sairia muito mais engrandecida do que se ganhasse várias Copas juntas

E aos que mordem a alma, o quê?

Nossa sociedade melhoraria se a justiça fosse severa e inapelável com todas as mordidas morais, que doem e humilham

“A democracia não murchou na minha mão”

José Sarney decide não concorrer às eleições ao Senado, mas isso não significa que o ex-presidente, romancista e poeta brasileiro deixará de ter influência nas instituições do país

A presidenta Dilma deveria voltar aos estádios?

Resta só uma hipótese plausível que poderia justificar que a presidenta tenha que se esconder de seu povo em atos tão significativos para a nação